Início » CARLOS EDUARDO: “SOU PRÉ-CANDIDATO AO GOVERNO DO ESTADO. MAS NÃO POSSO DESCARTAR O SENADO”

CARLOS EDUARDO: “SOU PRÉ-CANDIDATO AO GOVERNO DO ESTADO. MAS NÃO POSSO DESCARTAR O SENADO”

  • por
Compartilhe esse post

Potiguar Notícias

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, que já foi candidato ao Governo no pleito de 2018 contra a atual governadora Fátima Bezerra, afirma que pode novamente disputar o Executivo potiguar. Ele acha cedo para falar em alianças, diz que vai começar a visitar o interior e não descarta ser candidato ao Senado da República.

Em conversa com o blog Tulio Lemos, o ex-prefeito da capital potiguar, Carlos Eduardo, disse que a candidatura majoritária é um desejo de seu partido:

“O meu partido, o PDT, que tem 50 diretórios no RN e mais de 20 comissões provisórias, é um partido que não tem tanta representação nas casas legislativas, a não ser em Natal, mas tem uma presença nos municípios, com vice-prefeito, com vereadores. Então, esse partido, me deseja candidato a um cargo majoritário, seja governador ou senador.”


Segundo Carlos Eduardo, uma candidatura majoritária requer alianças e não vai embarcar numa aventura político-eleitoral: “Eu estou preparado para ser candidato a governador, mas não pode ser uma cruzada quixotesca. Eu tenho que construir alianças. Esse ano, é um ano de diálogo. Apesar da Pandemia, na medida do possível, estamos conversando. E eu vou dialogar com todos.”

O filho de Agnelo afirmou que o “ano de coligação é o ano que vem”. Segundo ele, “Não adianta botar a carroça na frente dos bois. Você não vai fazer agora aliança com nenhuma candidatura majoritária, faltando tanto tempo para a eleição.”

Carlos Eduardo anuncia que vai começar a visitar o interior do RN: “Eu acredito o seguinte: esse ano é um ano de trabalho. Eu vou começar a ir para o interior, com muito cuidado. Já tomei a primeira dose da vacina, a segunda eu tomo no final de julho. Eu acho que em agosto eu já posso ensaiar o interior, visitar, atender aos convites que estou recebendo de toda parte.”

Sobre as alianças partidárias, Carlos Eduardo não estabeleceu nenhum veto ou restrição a partidos ou condições ideológicas: “Vou conversar com os partidos. Sou um social democrata, mas já fiz alianças à direita e já fiz alianças à esquerda. Vou conversar com as forças políticas e o ano que vem nós vamos fazer as alianças e definir realmente a candidatura, se ao Governo ou ao Senado.”

Segundo o ex-prefeito de Natal, ainda não há definição a respeito do cargo que vai disputar na eleição do próximo ano: “Eu sou pré-candidato ao Governo do Estado. Isso é o que tem sido colocado, mas não posso descartar o Senado. Esse é o desejo do meu partido. É isso que as pessoas do PDT que vem aqui me visitar, me incentivam nessa direção.

O nome de Carlos Eduardo tem sido posto como candidato ao Governo do Estado pelo seu partido e por forças de oposição, mas a indefinição surge justamente pelo fato de que há possibilidade do ex-prefeito disputar a vaga de Senador pelo grupo da governadora Fátima Bezerra, que teria o ex-governador Garibaldi Filho como candidato a vice-governador.

DeFato.com - Politica

Caso Carlos Eduardo seja candidato a governador pela oposição, Garibaldi Filho pode ser candidato ao Senado na chapa com Fátima.

A união do MDB com o PT obedece também a uma sinalização da cúpula dos dois partidos na esfera nacional. O MDB deverá apoiar a candidatura de Lula à presidente.


Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *