Início » Arquivos para 4 de junho de 2021, 20:14h

junho 4, 2021

SENADOR JEAN: “GABINETE PARALELO (DES)ORIENTAVA DECISÕES DO GOVERNO FEDERAL”

  • por
Compartilhe esse post

Exclusivo: vídeos mostram "ministério paralelo" orientando Bolsonaro contra  vacinas

O senador Jean Paul, pelo PT do Rio Grande do Norte, após divulgação de vídeos obtidos pelo site Metrópoles, que mostram uma reunião do presidente Jair Bolsonaro com o “Ministério da Saúde Paralelo”, realizada no dia 8 de setembro no Palácio do Planalto, declarou:

“Gravíssimo! Vídeo mostra atuação de um gabinete paralelo que (des)orientava as decisões do governo federal em relação ao tratamento precoce e às tratativas da vacinação“.

Nas imagens, médicos aconselham Bolsonaro a defender o uso de cloroquina e fazem ressalvas à aplicação de imunizantes. O deputado federal Osmar Terra, sentado ao lado do presidente, aparece como uma espécie de coordenador do grupo, que conta com a participação de Nise Yamaguchi e do virologista Paolo Zanotto. Todos eles aparecem sem máscara, evidentemente.

Nise afirma a Osmar Terra: Uma honra trabalhar com o senhor neste período.”

No vídeo, o presidente faz questão de que Paolo Zanotto saia da plateia e se sente ao seu lado. Para cumprimentá-lo, Bolsonaro bateu até continência. O médico então aconselha o presidente a tomar extremo cuidado com as vacinas contra a Covid.

“Com todo respeito, eu acho que a gente tem que ter vacina, ou talvez não. A gente não tem condição, nesse momento, de dizer que a gente tem qualquer vacina que poderia estar realisticamente no que eles chamam de fase 3.”

As imagens também confirmam a atuação de Arthur Weintraub na coordenação do grupo. Zanotto diz que encaminhou a Weintraub a sugestão do que ele chama de shadow board, um grupo de supostos especialistas em vacinas para aconselhar o governo sobre o tema.

Assista:


Compartilhe esse post

CPI DA COVID DEVE DESISTIR DE NOVA CONVOCAÇÃO DE PAZUELLO

  • por
Compartilhe esse post

CPI da Covid deve desistir de nova convocação de Pazuello
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Para o senador Omar Aziz, presidente da comissão, vídeo de reunião do gabinete paralelo sugere que o general era um “ministro de fachada”

A cúpula da CPI da Covid vai definir na segunda-feira se mantém ou não a reconvocação de Eduardo Pazuello.

Segundo Omar Aziz, presidente da comissão, a divulgação do vídeo de uma reunião do chamado “Ministério da Saúde paralelo” sugere que o general era um “ministro de fachada”.

“Ali ficou claro que o Pazuello não mandava nada, então estamos repensando a convocação dele. De que adiantaria chamá-lo de novo?”

Aziz negou que a decisão de rever a convocação tenha a ver com o aumento de tensão no Exército, após a decisão de não punir o general por manifestação político-partidária.

Também circulou na CPI a versão de que Jair Bolsonaro estaria torcendo pela reconvocação, a fim de usar politicamente uma eventual prisão de Pazuello.

*Com informações de O Antagonista.


Compartilhe esse post

POTIGUAR VAI GASTAR, EM MÉDIA, R$ 122 NO PRESENTE PARA O DIA DOS NAMORADOS

  • por
Compartilhe esse post

Dia dos Namorados 2021 deve registrar um aumento de quase 37% (36,8%) nas intenções de compras – Foto: CDL

Depois de registrar queda de quase 33% nas intenções de compras em 2020, em relação a 2019, o Dia dos Namorados 2021 deve registrar um aumento de quase 37% (36,8%) nas intenções de compras, para esta que é a segunda melhor data do ano para o comércio, em Natal. De acordo com pesquisa do Departamento de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DEES) da Fecomércio RN, 45,7% dos natalenses devem ir às compras agora, contra 33,4% registrados no ano passado.

A maior parte dos entrevistados que farão compras é de homens (50%); com idade entre 35 e 44 anos (51%); com ensino superior ou mais (53,1%) e renda familiar de 5 a 10 salários mínimos (73,2%). Eles presentearão as (os) esposas (os) no dia 12 de junho com apenas um presente (79,9%). Entre os 54,3% que não pretendem presentear, a maioria (50,6%) alega “falta de dinheiro”, “necessidade de poupar”, “desemprego” e “contas em atraso”.

Os itens mais procurados entre os consumidores da capital devem ser as roupas (34,3%) e os cosméticos (21,9%). E o que deve fazer diferença na hora da decisão da compra devem ser os preços competitivos e as boas promoções (50,7%); e a marca do produto (34,3%).

Outro índice que deve aumentar no Dia dos Namorados 2021 em relação ao ano passado é o ticket médio: R$ 122,45 contra R$ 109,16, o que representa um aumento de 12,2%. O levantamento aponta ainda que 69,7% das pessoas planejam gastar entre R$ 51 e R$ 200. Além disso, 48,2% pagarão as compras utilizando o cartão de crédito (parcelado ou vencimento); seguidos dos que comprarão à vista em dinheiro (36,5%).

Com relação ao local de compra, 39,4% afirmaram que vão comprar nas lojas de shoppings; 31% no comércio de rua; e 21,9% desejam comprar pela internet. Com base no estudo do DEES, 25,9% do público que vai às compras informou já ter comprado o presente ou que pretendia comprar cerca de 15 dias antes da data. Entre os que ainda não haviam comprado, 73,4% demonstraram interesse em comprar depois de pesquisar os preços (68,6%), na semana que antecede a data, ou seja, entre os dias cinco e onze de junho.

A maioria (64,3%) dos entrevistados na pesquisa relatou que não pretende realizar comemoração especial no dia 12 de junho com seu par. Mesmo assim, a data não passará sem uma comemoração para boa parte (35,7%) dos consumidores que estão em um relacionamento, e 19,2% estão se programando para fazer um jantar em casa.

Mossoró


Já em Mossoró, 45,8% das pessoas entrevistadas pretendem presentear neste Dia dos Namorados, praticamente o mesmo percentual verificado na capital. Entre as que não irão presentear em 2021, as principais alegações são falta de dinheiro, a intenção de poupar, o desemprego, e as dívidas e contas em atraso, com 58,7% das respostas. Como em 2020 a pesquisa não foi feita em Mossoró, não há base de comparação na cidade do Oeste potiguar.

O gasto médio com os presentes será de R$ 121,51, com itens que custam entre R$ 51 e R$ 200 (71,6%). Esposos (as), com 69,1% das intenções, e namorados (as), com 22,2%, devem ser as pessoas mais presenteadas. Os itens de vestuário (42,6%) e cosméticos (18,3%) também devem ser os presentes mais procurados na capital do Oeste.

Com relação à forma de pagamento dos presentes do Dia dos Namorados, os consumidores mostraram preferência pelo pagamento em dinheiro (41,9%). A pesquisa apontou ainda que o comércio de rua é indicado pelos consumidores mossoroenses como o principal local de compra, preferido por 48,5% dos entrevistados, sendo que 31,4% vão optar por locais que ofereçam melhores níveis de preços. Após fazer pesquisa de preços (64,6%), 74,7% dos consumidores pretendem ir às compras na semana que antecede a data.

A pandemia faz com que muitos dos casais mudassem os planos para o Dia dos Namorados, e cerca de 71% dos consumidores mossoroenses revelaram que não irão realizar nenhum tipo comemoração especial neste ano. Dos 28,4% que vão comemorar, 14,6% irão fazer um almoço ou jantar em casa.

Foram entrevistadas 1.100 pessoas (600 em Natal e 500 em Mossoró), entre os dias 12 e 20 de maio de 2021, por meio de ligações telefônicas, em virtude da pandemia.

Acesse o link e veja os dados completos das pesquisas de Intenções de Compras para Dia dos Namorados 2021: https://fecomerciorn.com.br/pesquisas/


Compartilhe esse post

VACINAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO COMEÇA NA PRÓXIMA SEGUNDA (7)

  • por
Compartilhe esse post

Vacinação dos profissionais da educação começa na próxima segunda-feira
Joana Lima/Secom

Começa na próxima segunda-feira (07) a vacinação contra a Covid-19 para os profissionais da educação no município de Natal. Na manhã desta sexta-feira (04), uma reunião na Secretaria Municipal de Educação, com representantes da Prefeitura do Natal (Educação e Saúde), do Sindicato das Escolas Privadas do Rio Grande do Norte (SINEPE) e da Associação dos Estabelecimentos de Ensino Privado do RN (AEEP) definiu o cronograma de imunização para a primeira remessa de 5.190 doses de vacinas destinadas aos profissionais da educação nas redes pública e privada.

De acordo com a titular da Educação do Município, a professora Cristina Diniz, o quantitativo de doses destinadas aos profissionais da educação vai atender neste primeiro momento aos trabalhadores que atuam na Educação Infantil (Creche e Pré-escola), seguindo o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. “Vamos receber 2.595 doses para a rede pública e estamos seguindo um critério técnico estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde para definir as primeiras unidades de ensino beneficiadas”.

Sobre o critério citado, a secretária adjunta de Saúde, Rayanne Araújo explica que o boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal de Saúde, aponta as regiões administrativas da cidade com os maiores registros de casos confirmados da Covid-19. “Vamos começar pelas zonas Sul e Leste, que estão atualmente apresentando os maiores índices de casos confirmados. A vacinação vai ser volante, uma vez que, técnicos da SMS irão em nas unidades de ensino para imunizar os profissionais. É importante que a unidade de ensino forneça uma lista com nome e função/cargo de todos os trabalhadores que irão receber a primeira dose da vacina”, afirmou. Todos os profissionais devem antecipar o cadastro no portal RN Mais Vacina.

 
“Com relação à vacinação das escolas privadas, a SMS e a SME aguardam o envio do e-mail com a documentação para definição da rota ”, complementa  Rayanne.
  

Cronograma


O cronograma estabelecido para a próxima segunda-feira (07), vai vacinar os profissionais dos Centros Municipais de Educação Infantil Professora Carmem Maria Reis, Haydée Monteiro Bezerra de Melo, Professora Antônia Fernanda Jales, Professora Maria dos Martírios Lisboa de Menezes, Claudete Costa Maciel, Kátia Fagundes Garcia, Professora Libânia Medeiros, Professora Maria Eunice Davim, Moema Tinoco da Cunha Lima, Vilma Teixeira Dourado Dutra, Professora Carla Aparecida Albernaz Bandeira, Professora Maria Ilka Soares da Silva, Professora Maria Celoni Campos e o Núcleo de Educação da Infância da UFRN (NEI-UFRN). A relação das unidades da rede de ensino está sendo organizada em conjunto com o SINEPE e AEEP. Importante que os profissionais entrem em contato com os diretores das suas respectivas unidades de ensino para serem informados do horário da vacinação volante.

Na terça-feira (08) a vacinação acontece nos Centros Municipais de Educação Infantil Amor de Mãe, Professora Cláudia de Farias, Galdina Barbosa Silveira Guimarães, Nossa Senhora de Lourdes, Padre João Perestrello, Professora Darilene Brandão Martins, São Francisco de Assis, Maria Eulália Gomes da Silva e José Alves Sobrinho.

“Estamos muito satisfeitos com esse momento. A imunização dos profissionais da educação é fundamental para que o retorno das atividades letivas nas unidades de ensino ocorra de maneira segura e com todas as medidas protetivas, inclusive a vacina”, destacou a professora Cristina Diniz.


Compartilhe esse post

FEBRE AFTOSA: CAMPANHA DE VACINAÇÃO SEGUIRÁ DURANTE TODO O MÊS DE JUNHO NO RN

  • por
Compartilhe esse post

O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn) informa que a primeira etapa da campanha de imunização contra a febre aftosa teve início na terça-feira (01), e seguirá durante todo o mês de junho.  

Nesta etapa, a vacinação é obrigatória para bovinos e bubalinos de todas as idades e acontece em todos os municípios do Rio Grande do Norte. O produtor cadastrado junto ao Idiarn deve adquirir sua vacina em uma das revendas autorizadas a comercialização, vacinar os animais e declarar o rebanho até 15 de julho. A declaração pode ser feita nos escritórios do Idiarn, Emater ou Secretarias Municipais de Agricultura.

Com um rebanho de mais de 1 milhão de animais, o Rio Grande do Norte segue mantendo a cobertura vacinal acima de 90%, garantindo que o Estado mantenha o status de livre da febre aftosa com vacinação.

“É muito importante que mesmo em um período de pandemia, os produtores continuem vacinando e declarando seus animais, já são mais de vinte anos sem focos da doença dentro do Estado e com os altos índices, futuramente conseguiremos retirar a obrigatoriedade da vacinação”, diz Mário Manso, Diretor-geral do Idiarn.

A febre aftosa é uma doença causada por vírus que provoca febre e aftas, principalmente na boca e entre os cascos dos animais, causando enorme perda na produção de leite e carnes.


Compartilhe esse post

FACEBOOK DIZ QUE TRUMP FICARÁ SUSPENSO POR DOIS ANOS E UNIFICA REGRAS PARA POLÍTICOS

  • por
Compartilhe esse post

Ex-presidente dos EUA Donald Trump – Foto: Tia Dufour/Official White House

O Facebook anunciou nesta sexta-feira, 4, que o ex-presidente Donald Trump ficará suspenso de suas redes sociais por pelo menos dois anos, até 7 de janeiro de 2023. Banido após incitar seus apoiadores durante a invasão do Capitólio, no dia 6 de janeiro, Trump terá seu retorno condicionado à redução do risco à segurança pública, anunciou a plataforma.

O Facebook anunciou também que não vai mais dar um sinal verde automático para postagens de políticos caso seu conteúdo vá contra as regras da plataforma, revertendo parcialmente uma política que há anos é alvo de críticas maciças, que se acentuaram durante o governo Trump.

A mudança acende o alerta para outros líderes mundiais cujos comportamentos virtuais também são com frequência alvo de escrutínio, como o presidente Jair Bolsonaro.

O anúncio é uma resposta à decisão do conselho de supervisão independente da plataforma que, em 5 de maio, decidiu que o Facebook agiu corretamente ao suspender o então presidente diante do risco à segurança pública representado pela violência no Capitólio, que deixou cinco mortos.

O grupo, no entanto, criticou a indefinição do prazo para o veto, algo que não está previsto no código da plataforma, e havia dado um prazo de seis meses para que uma punição padrão fosse aplicada – fosse um prazo para o veto ou a suspensão permanente.

O conselho de 20 membros é composto por ex-políticos, advogados, jornalistas e ativistas, age quase como um tribunal sobre as decisões de moderação do site. O Facebook financia o grupo com um fundo de US$ 130 milhões e seus principais executivos tiveram um papel central para formá-lo, mas afirma que todas as decisões são independentes.

Até o momento, pelas regras da plataforma, assumia-se que as falas e postagens de figuras políticas tinham por si só valor noticioso, o fazia com que fossem mantidas automaticamente mantidas no ar. Isso valia independentemente de seu potencial danoso, com a exceção de casos extremos determinados por critérios pouco transparentes.

A partir de agora, a empresa não vai mais assumir que o discurso dos políticos é necessariamente de interesse público, submetendo as autoridades às regras aplicadas a todos os usuários. O código de conduta proíbe assédio, discriminação e discurso de ódio, por exemplo.

Não está claro quais serão os critérios que guiarão esta decisão, mas a rede de Mark Zuckerberg afirmou que passará a sinalizar explicitamente quando uma postagem for mantida no ar por ser considerada de interesse público.

Respondendo aos pedidos de maior transparência, a rede de Zuckerberg divulgou também maiores detalhes do até então opaco sistema que adota para determinar quando irá suspender seus usuários. A partir de agora, enviará uma notificação avisando que transgressões passíveis de banimento do site foram cometidas e que não devem se repetir.

Desde o veto a Trump, o Facebook vem sendo pressionado para tomar medidas mais contundentes contra outros líderes com comportamentos controversos nas redes, como Bolsonaro e o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte. Historicamente, no entanto, a plataforma evita o que diz ser uma moderação do discurso político.

Em um discurso em 2019 na Universidade Georgetown, Zuckerberg disse que sua empresa não deveria arbitrar o discurso político por “acreditar que nós devemos continuar a defender a liberdade de expressão”. Nick Clegg, o todo-poderoso das relações públicas da gigante tecnológica, já disse também crer que as falas de políticos devem, por via de regra, serem “vistas e ouvidas”.

A controvérsia sobre como lidar como o discurso político foi acentuada após a suspensão de Trump, retratando a polarização política nos EUA. Grupos conservadores argumentam que o veto equivale a uma censura, criando um precedente perigoso para a liberdade de expressão. Afirmam também que não cabe ao Vale do Silício determinar o que pode ou não ser dito na internet.

Ativistas e setores progressistas, por sua vez, sustentam o contrário, afirmando que as plataformas ignoraram anos de transgressões de suas regras apenas para acomodar o republicano e a audiência que ele trazia, apesar da desinformação – o veto veio a 17 dias do fim de mandato presidencial. Linhas de argumentação similares são repetidas a favor e contra políticos que usam as redes de maneira similar ao republicano.

Desde a invasão do Capitólio, as principais redes sociais intensificaram seus esforços para conter a desinformação e o discurso de ódio, suspendendo ou excluindo conteúdos e contas de extrema direita que incitavam a violência e disseminavam mentiras sobre a eleição de 2020 ou a pandemia, por exemplo. Trump recebeu um veto vitalício do Twitter, até então seu principal megafone, e uma suspensão do YouTube até que o risco de violência diminuísse. (Com agências internacionais).

Fonte: Estadão Conteúdo.


Compartilhe esse post

RN É O PIOR ESTADO DO NORDESTE EM DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS

  • por
Compartilhe esse post

Dados são do Ministério do Meio Ambiente – Foto: Reprodução

Os resíduos sólidos produzidos nas cidades do Rio Grande do Norte são destinados adequadamente por apenas 12 cidades, ou seja, ambientes nos quais o lixo termina em aterros sanitários. A realidade de 155 cidades, ou 93% do território potiguar, é de destinação inadequada, com graves ameaças ambientais e ao bem-estar social.

Os dados, que são do Ministério do Meio Ambiente, colocam o RN em alerta, já que a média regional do Nordeste dá conta de que 75% das cidades destinam o lixo de forma incorreta, número abaixo dos 93% registrados no RN, conforme a Confederação Nacional dos Municípios.

A forma de destinação correta adotada pelo Plano Nacional de Resíduos Sólidos é o aterro sanitário. A política que está em vigor estabelece como meta que em 2024 não deverá haver nem lixão nem aterro controlado, uma forma intermediária de aterro sanitário e a completa falta de manejo que se vê nos lixões.

No Rio Grande do Norte, o assunto, que vem sendo acompanhado por órgãos ligados ao tema, ganhou ainda mais relevância, na Semana do Meio Ambiente. No Fórum Estadual RN Lixo Zero, um painel reuniu representantes do Governo do Estado, Ministério Público e instituições e cidades com boas práticas de manejo de resíduos.

A coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Promotoria do Meio Ambiente, do MPRN, Mariana Barbalho, considera que o cenário que se desenha é de desafio por reunir problemas sociais, econômicos e políticos. Ela acredita, no entanto, que a inauguração de mais um aterro sanitário de caráter regional no RN é um passo importante nessa jornada.

A promotora visitou esta semana a CTR Potiguar, no município de Vera Cruz e conheceu a estrutura do primeiro aterro privado do Rio Grande do Norte. O equipamento conta com toda segurança ambiental para destinação de resíduos e oferece uma nova perspectiva para as pequenas cidades e a todo esse setor do RN, além do compromisso com o desenvolvimento sustentável.

“Havia a previsão de um aterro no município de Santo Antônio, o que não se concretizou. Assim, esse novo aterro vem suprir a demanda reprimida”, o comentário é do engenheiro sanitarista da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), Sérgio Pinheiro. Ele acredita que o aterro pode assumir uma função regional prevista no Plano Estadual de Resíduos Sólidos, com atendimento de pelo menos 40 municípios do Agreste.

“A destinação adequada de resíduos tem sido discutida continuamente e nesta Semana do Meio Ambiente é importante destacar as iniciativas que podem contribuir não só para o cumprimento da legislação vigente, mas principalmente, para a preservação ambiental. A destinação correta do lixo é fundamental para isso”, explica o diretor da CTR Potiguar, Caio Magno.

Apenas 7% das cidades do RN destinam o lixo para aterro sanitário: Natal, Parnamirim, Ceará-Mirim, Macaíba, Extremoz, Rio do Fogo, Ielmo Marinho, Mossoró, Riacho da Cruz, São Vicente e Taboleiro Grande.

Fonte: Novo Notícias.


Compartilhe esse post

GOVERNO BOLSONARO DEIXOU 53 E-MAILS DA PFIZER SEM RESPOSTA

  • por
Compartilhe esse post

Presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) – Foto: Anderson Riedel/PR

Randolfe disse, em sua conta no Twitter, que a informação faz parte das investigações feitas pela CPI da Covid no Senado, da qual é vice-presidente

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou na manhã desta sexta-feira, 4, que, ao todo, a gestão Jair Bolsonaro deixou de responder 53 e-mails da farmacêutica Pfizer enviados para pedir um posicionamento sobre a compra de vacinas para a covid-19. Randolfe disse, em sua conta no Twitter, que a informação faz parte das investigações feitas pela CPI da Covid no Senado, da qual é vice-presidente.

Em uma sequência de mensagens, o senador afirmou que a “omissão na aquisição de vacinas da Pfizer acontecia ao mesmo tempo que o nosso Itamaraty pressionava a Índia para liberar cargas de hidroxicloroquina a uma empresa brasileira” e classificou a ação do Ministério das Relações Exteriores no caso como “advocacia administrativa” – patrocinar interesse privado por meio da administração pública, crime previsto no Código Penal.

“O último, datado de 2 de dezembro de 2020, é um e-mail desesperador da Pfizer pedindo algum tipo de informação porque eles queriam fornecer vacinas ao Brasil”, escreveu o senador.

O presidente da Pfizer para a América Latina, Carlos Murillo, ex-presidente da empresa no Brasil, que esteve na CPI da Covid há duas semanas, havia informado aos senadores que entregaria toda a sequência cronológica de tentativas de negociação da farmacêutica com o governo federal no ano passado, enquanto a vacina era produzida. Durante o depoimento, ele citou nove tentativas de contato, que não tiveram resposta – nem negativa nem positiva.

Na ocasião, o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão, chegou a dizer que ao menos mais 4 milhões de doses da vacina teriam chegado neste semestre caso um acordo tivesse sido fechado no momento em que a empresa fez a primeira oferta, em agosto do ano passado.

O Estadão procurou o Ministério da Saúde e o gabinete da Presidência para questioná-los sobre as informações publicadas por Randolfe, mas nenhum dos órgãos respondeu.

Fonte: Estadão Conteúdo.


Compartilhe esse post

GÁS DE COZINHA TEM FORTE ALTA E COMPLICA ORÇAMENTO DE FAMÍLIAS

  • por
Compartilhe esse post

Preço do gás de cozinha subiu 11,45% de janeiro a abril e 17,25% nos 12 meses iniciado em maio de 2020 – Foto: Agência Brasil

Essencial nas residências, o gás de cozinha pesou ainda mais no bolso das famílias pobres neste período de pandemia. Desde maio do ano passado, o preço do botijão subiu cinco vezes mais do que a inflação. Com o desemprego batendo à porta, o custo do gás virou um problema social, a ponto de merecer políticas públicas emergenciais dos governos do Ceará e do Maranhão.

O preço do botijão disparou no segundo semestre do ano passado. O pior momento, no entanto, foi neste ano. Segundo o IPC-S, indicador de inflação do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getulio Vargas (FGV), utilizado em reajustes salariais e de aluguel, o preço subiu 11,45% de janeiro a abril e 17,25% nos 12 meses iniciado em maio de 2020, enquanto a inflação foi de 3,5%.

“O GLP é o principal energético usado no preparo de alimentos por famílias de baixa renda. É o gás que entra em comunidades do Brasil todo. Algo que sobe mais que a média do salário exige muito esforço das famílias. Num nível de desemprego elevado como o atual, é ainda mais sentido. Ficar sem gás é ficar sem comida”, afirmou André Braz, coordenador adjunto do Índice de Preço ao Consumidor do Ibre/FGV.

O economista acredita que o encarecimento do produto vai aparecer na próxima Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), do IBGE. A última, realizada em 2018, registrou que a média dos brasileiros gasta 1% do orçamento com o gás de cozinha. O aluguel pesa 3,6%, e o gás natural, 0,12%.

Na casa de André Lima e Silva, em Fortaleza, as refeições passaram a ser preparadas na vizinhança. “Até receber o vale do governo, a gente ficou três dias sem gás. Até o mingau da neném a gente pedia para a vizinha fazer”, conta o padeiro, desempregado desde o início do ano passado. Ele e a mulher passaram a sustentar os cinco filhos com a venda de salgadinhos. Por causa do preço do gás, até o ‘bico’ ficou inviável.

A alta do produto prejudica também os negócios de Marcos Magalhães, responsável por um buffet carioca. “O gás aumenta, a gente tem que repassar o valor para os clientes, só que não pode repassar na íntegra, porque, infelizmente, os clientes não têm aumento. Ninguém está tendo aumento no País. É complicado”, disse.

Em evento, no mês passado, Bolsonaro afirmou que conversaria sobre o tema com o novo presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna. “Estamos trabalhando com o novo presidente da Petrobras em como diminuir o preço do botijão na origem. Hoje está em R$ 42, dá para diminuir”, afirmou o presidente, em discurso no Mato Grosso do Sul, no último dia 14. Ele não informou, porém, com quem está discutindo e a posição do presidente da Petrobras.

Desde que assumiu o cargo, em 19 de abril, Silva e Luna não mexeu no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP). O botijão de 13 kg é a versão residencial do produto. O reajuste mais recente, o quarto no ano, ocorreu no dia 2 de abril, ainda na administração do antecessor, Roberto Castello Branco.

Questionada, a Petrobras, por meio de sua assessoria de imprensa, respondeu que não há previsão de reajustes de preços de GLP com frequência mínima mensal: “Reiteramos que os reajustes são realizados a qualquer tempo, sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e de análise do ambiente externo. Isso possibilita à companhia competir de maneira mais eficiente e flexível e evita o repasse imediato, para os preços internos, da volatilidade externa causada por questões conjunturais”.

Ainda assim, o preço final do GLP permanece no patamar mais elevado da série histórica divulgada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em março, último dado divulgado pela reguladora, o produto custava R$ 83,17, na média do País. Como a Petrobras reajustou mais uma vez em abril, é possível que a estatística mais recente ainda revele novo recorde.

Professor do Instituto de Economia da UFRJ, Adilson de Oliveira avalia que a solução passa pela estabilização do preço, o que pode ser conseguido com a criação de um fundo, como estuda o governo. Ele lembra que, no governo de FHC, foi adotado o ‘Auxílio Gás’ e, no de Luiz Inácio Lula da Silva, o benefício foi incorporado ao Bolsa Família. “O governo federal fala, mas ainda não colocou na mesa a sua proposta. É preciso saber onde quer chegar”, disse.

Fonte: Agência Estado.


Compartilhe esse post

ARTIGO: REFORMA TRIBUTÁRIA SÓ SERÁ EFICAZ SE FOR AMPLA

  • por
Compartilhe esse post

Robson Braga de Andrade é reeleito presidente da CNI até 2022 - Madeira  Total
Robson Braga de Andrade – Empresário e presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI)

A crise sem precedentes gerada pela Covid-19 demonstra que é preciso resolver, de uma vez por todas, o principal gargalo que atravanca a competividade do Brasil: o distorcido, complexo e oneroso sistema de cobrança de impostos, que sufoca empresas, afugenta investimentos, inviabiliza exportações, favorece as importações, e impede o desenvolvimento econômico e social do país. Para isso, é fundamental que seja realizada uma Reforma Tributária ampla, completa e total, que simplifique e torne mais racional o emaranhado de tributos cobrados pelos por União, estados e municípios.

A demanda da sociedade por uma reforma tributária ampla existe há, pelo menos, três décadas. Em 1995, quando o termo “Custo Brasil” foi debatido publicamente pela primeira vez, em um seminário realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o cipoal tributário já era considerado o grande vilão do setor produtivo nacional. Desde então, além de a carga tributária ter subido de um patamar de 27% para 33% do Produto Interno Bruto (PIB), o sistema tornou-se ainda mais complexo. Recente estudo elaborado pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), com apoio de várias associações setoriais da Indústria, demonstrou que o “Custo Brasil” consome anualmente das empresas cerca de R$ 1,5 trilhão – o equivalente a 22% do PIB nacional. O levantamento demonstra que empresas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) dedicam, em média, 38% menos de seus lucros para pagar impostos do que empresas brasileiras.

O estudo mostra, ainda, que nosso sistema tributário é, disparado, o mais complexo. Enquanto uma pequena empresa no Brasil gasta, em média, 1.501 horas por ano para calcular e pagar seus tributos, em países da OCDE uma empresa semelhante gasta uma média de 161 horas – ou seja, 89% menos. Um dos motivos dessa disparidade é que o Brasil tem milhares de legislações que regulam a tributação em estados e municípios, além de mais de uma dezena de taxas e contribuições federais, que se desdobram em centenas de obrigações fiscais.

Ressalte-se que, apesar de representar 21% do PIB, a indústria brasileira paga 33% dos impostos federais e 41% dos impostos estaduais. Como essa carga elevadíssima sobre a indústria é extraída com inúmeras distorções, não conseguimos aumentar as exportações porque nossos custos são mais elevados e, além disso, perdemos mercado interno porque produtos importados chegam aqui a um custo mais competitivo. É como se o Brasil entrasse em campo já perdendo o jogo.

Levando em conta estes fatores, a CNI e 45 entidades e associações setoriais lançaram o manifesto “Pela Reforma Tributária Ampla”, no qual defendemos o modelo apresentado na Comissão Mista do Congresso Nacional, que prevê a criação de um Imposto sobre Valor Adicionado (IVA), de alcance nacional, em substituição a ICMS, ISS, IPI e PIS/Cofins. Apenas com a adoção de um IVA moderno, o Brasil se aproximará das melhores práticas internacionais de tributação, tornando o nosso sistema mais simples e eficiente, com foco na promoção da competitividade da economia.

Estudos realizados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV) indicam que uma reforma tributária ampla levaria a um crescimento adicional do PIB de até 20% nos próximos 15 anos. Um dos estudos mostra, ainda, que o novo sistema reduziria a pressão dos tributos sobre os cidadãos de menor renda, contribuindo para a diminuição das desigualdades sociais. Além disso, daria transparência para os cidadãos saberem exatamente quanto pagam de tributos sobre o que consomem.

O fato concreto é que, se não for realizada uma reforma tributária ampla, os investimentos não virão e o Brasil continuará com o pífio crescimento ocorrido na última década, que foi de apenas 0,3% ao ano, em média. Precisamos ter o sentido da urgência e atacar de frente esse problema. Só assim será possível aumentar investimentos, elevar o crescimento da economia, reduzir o desemprego e atingir um patamar de desenvolvimento econômico e social consistente e sustentado.


Compartilhe esse post

“LUGAR DE MILITAR DA ATIVA É NO QUARTEL”

  • por
Compartilhe esse post

“Lugar de militar da ativa é no quartel”
Foto: Exército Brasileiro/Flickr

Deputado José Nelto cobra que Arthur Lira e Rodrigo Pacheco encampem proposta para impedir militares de ocuparem cargos em governos

Deputados e senadores de vários partidos defenderam hoje que o Congresso avance na tramitação de uma PEC (proposta de emenda à Constituição) que impede que militares da ativa ocupem cargos políticos em governos. A proposta, que está parada na Câmara, é da deputada Perpétua Almeida (PCdoB).

O vice-líder do Podemos, deputado José Nelto, disse a O Antagonista que a aprovação da matéria poderia acabar com “a intromissão do Exército na política”.

“O Exército tem que cuidar de outras coisas. Lugar de militar da ativa é no quartel.”

Para Nelto, a decisão de não punir Eduardo Pazuello pela participação em ato político no Rio de Janeiro “pode causar insubordinação nas Forças Armadas e é algo extremamente perigoso”. “É preciso que Arthur Lira e Rodrigo Pacheco apoiem essa proposta. Caso contrário, aventureiros e anarquistas poderão se infiltrar dentro do Exército para se meter em política.”

*Com informações de O Antagonista.


Compartilhe esse post

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE NATAL DEFENDE CONTRATO DE 18 MILHÕES SEM LICITAÇÃO

  • por
Compartilhe esse post

Educação


O blog Tulio Lemos recebeu correspondência da secretaria Municipal de Educação, a respeito da matéria postada sobre a contratação, sem licitação, por 18 milhões de reais, por uma empresa cujo proprietário já foi alvo de operações de investigação por parte do Ministério Público Federal.


A justificativa dada pela secretaria de Educação para a contratação sem licitação é que o contrato com a mesma finalidade, havia encerrado em 21 de maio. Ou seja: O contrato foi encerrado. Será que foi surpresa para a secretaria o encerramento do contrato anterior ou já havia um prazo determinado?

A secretaria de Educação ‘esqueceu’ que o contrato anterior iria vencer. Mas foi muito ágil para pesquisar os contratos que a empresa contratada sem licitação tem pelo mundo afora. Até empresas multinacionais já contrataram a Servite, segundo a secretaria de Educação de Natal.


O fato é que o contrato foi feito sem licitação e no valor de 18 milhões de reais. É muito dinheiro público que não se justifica somente em uma nota oficial.

Democraticamente, o blog Tulio Lemos publica na íntegra, a nota da secretaria Municipal de Educação de Natal:

NOTA DA SME

O contrato firmado com a empresa SERVITE EMPREENDIMENTOS E SERVIÇOS LTDA tem por escopo a terceirização da prestação dos serviços de PORTARIA, diurno e noturno, envolvendo a contratação de mais de 800 pessoas, distribuídos em postos de trabalhos, em regime de escala de 12×36 horas, nas Unidades de Ensino do Município, bem como na Sede da Secretaria e demais prédios administrativos (Anexo, Almoxarifado e CEMURE).

A contratação decorreu do encerramento, em 21/05/2021, do contrato de mesma finalidade e, em razão da não conclusão do processo licitatório inerente, já em tramitação, houve a deflagração do processo de contratação emergencial, o qual obedeceu todas as normas dispostas na legislação que rege a matéria, sobretudo no que tange à ampla pesquisa de preços, com a publicação de chamada no Diário Oficial do Município, além do envio de e-mail para diversas outras empresas, instando-as a apresentar propostas.

A SERVITE apresentou a proposta de menor valor, constando no processo, inclusive, pesquisas junto à outros órgãos da administração pública, nas mais diversas esferas, as quais corroboram que o valor contratado pela SME está em total consonância com os padrões do mercado.

Quanto à afirmação da prática de crimes pelo proprietário da empresa, a SME esclarece que jamais foi oficiada pelos órgãos competentes acerca da impossibilidade de firmar contratos com o empresário ou empresa em comento, cabendo afirmar, neste momento, que toda a documentação da empresa e dos sócios atestam sua total regularidade, havendo ainda nos autos do processo de contratação, o registro de contratos da mesma empresa com diversos outros órgãos da Administração Pública, a exemplo do TJMG, UFRN, IFBA, IFPE, Hospital Naval de Natal, dentre outros, além de grandes empresas nacionais e multinacionais, tais como: TIM S/A, EMBRATEL, TNT/FEDEX, Tramontina.

Por fim, importante também destacar que a duração do contrato e a prestação dos serviços não guardam qualquer relação com a realização de aulas presenciais, até porque o objeto do contrato (serviço de portaria) deve ser prestado de forma ininterrupta, inclusive aos sábados, domingos e feriados, uma vez que, dentre as atribuições contratadas estão *o zelo pela guarda do patrimônio, o exercício de prevenção de danos aos bens e pessoas e a inspeção sistemática das dependências, ou seja, atividades que não guardam relação direta com a atividade fins das unidades de ensino.


Compartilhe esse post

O INCONSCIENTE DE MINEIRO

  • por
Compartilhe esse post

Projeto Integrado de Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande do Norte
POR: BOSCO AFONSO

Não tenho mais idade para a prática do radicalismo. Longe de mim. Fico apenas na observação dos fatos e, neste período de observação, desfilando o olhar por todos os blogs e outras mídias sociais, encontrei o secretário Fernando Mineiro, o ex-deputado combatente, contrário a tudo e a todos que fossem governos (Hay, Gobierno? Soy contra!) numa defesa ferrenha do governo Fátima Bezerra.

Qualquer comentário contrário ao governo da irmã de Tetê, lá estava Mineiro dando pitaco, defendendo, mostrando as garras. Nem parece aquele opositor de Fátima dentro do diretório do PT. Parece até um desses guarda-costas brutamontes com os dentes e garras afiados. Qualquer crítica, uma defesa.

Impressionante. O conterrâneo macauense Getúlio Marques Santiago, da Educação, Cultura, Esporte e Lazer nem apareceu pra dar a sua opinião sobre a realização ou não da Copa América no RN, mas Mineiro, o Fernando Mineiro “combatente” estava lá, aparecendo para a mídia, gritando, esbravejando que “o melhor jogo é combater a pandemia COVID-19”, ao se referir ao negacionismo da governadora Fátima Bezerra quanto a realização da competição politizada da CONMEBOL no Estado.

Não demorou muito e, longe das câmeras, em reunião com prefeitos e lideranças políticas da região do Vale do Assu para tratar de assuntos da COVID-19, Fernando Mineiro, que é secretário do programa Governo Cidadão, para administrar os recursos do empréstimo financeiro junto ao Banco Mundial (só Deus sabe como o RN vai pagar esse empréstimo!!!), meteu a colher onde não devia e sua assessoria divulgou a pérola: “Mineiro sugere barrar a Economia para conter a pandemia”.

Os veículos de comunicação nas redes sociais começam a divulgar a fala de Fernando Mineiro que viralizou. Num outro momento, rapidamente, vem o desmentido. Houve um equívoco.

Mineiro disse: “que é preciso barrar a pandemia…”.

Meter a colher onde não devia é assim: equívoco ou o inconsciente de Mineiro presente?

• com informações do Blog do BG


Compartilhe esse post

AVENIDA FELIZARDO MOURA PASSARÁ POR INTERDIÇÃO PARCIAL NESTE SÁBADO (05)

Compartilhe esse post

Avenida Felizardo Moura passará por interdição parcial neste sábado (05)
STTU

A Prefeitura do Natal, por meio da Secreatria Municipal de Mobilidade Urbana – STTU, informa que neste sábado 05, a avenida Felizardo Moura passará por uma interdição parcial, devido a testes operacionais no asfalto para verificação de deformação no pavimento, através de equipamento (Viga Benkelman).

Este procedimento é necessário para conclusão do projeto de reestruturação da avenida Felizardo Moura. A interdição acontecerá das 07h às 11h e contará com o apoio das equipes de fiscalização, que orientarão os condutores. 

A Secretaria sugere aos motoristas que utilizem a ponte Newton Navarro, a fim de evitar transtornos.


Compartilhe esse post

ZENAIDE MAIA: “ESTÃO AMEAÇANDO UMA CRIANÇA DE 5 ANOS! NÃO PODEMOS NORMALIZAR A BARBÁRIE!”

  • por
Compartilhe esse post

Manuela d’Ávila denuncia ameaças contra sua filha de 5 anos. Reprodução / Facebook.

A senadora potiguar pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Zenaide Maia, externou sua solidariedade à Manuela D’Ávilla, ex-deputada federal pelo PCdoB-RS, que denunciou as ameaças de estupro que a sua filha, Laura, de 5 anos, recebeu. No relato publicado nas redes sociais, D’Ávilla conta que também foi ameaçada de morte, após o pai de um aluno da escola da menina vazar uma foto em grupos de WhatsApp. Confira publicação:

“Estão ameaçando uma criança de 5 anos! Não podemos normalizar a barbárie! Toda solidariedade à @manueladavila e à sua família! A violência política contra as mulheres é cruel! Tem que acabar!!!”

Zenaide Maia

“Ontem à noite em um debate me perguntaram se eu não sinto vontade de desistir. Sim, Eu sinto. Todos os dias. Ao contrário do que muitos pensam, a violência política está cada vez mais intensa”, ressaltou. “O último mês foi muito agressivo e me impactou muitíssimo. Um pai da escola de Laura (cuja identidade conhecemos o que torna tudo ainda mais cruel) tirou uma fotografia de Laura e a entregou para os grupos que distribuem ódio nas redes. A partir disso, todo o submundo da internet passou a usar a imagem dela para nos agredir”, revelou.

Manuela segue o texto dizendo que enfrenta situações de violência há anos. “Como vocês sabem, quando Laura ainda era um bebê de colo, foi agredida fisicamente em função de uma mentira distribuída amplamente na internet. De lá pra cá, muitas coisas aconteceram. Mas nenhuma jamais havia envolvido sua escola e algum pai de colega. Foi devastador lidar com isso. Ver a imagem sendo usada por toda essa gentalha que vive as nossas custas, diz que é político e só faz o mal foi uma violência imensa”, relatou.

Segundo Manuela, o caso está sendo acompanhado pela polícia. “Poucos dias depois chegaram as ameaças de estupro para ela (que tem cinco anos!!!) e nova ameaça de morte para mim. A Polícia já acompanha o caso. O que é evidente que não diminui o medo, a tristeza, a culpa por ver as pessoas que mais amo submetidas a essa gente inescrupulosa”.

 (crédito: Reprodução/Redes sociais)
(crédito: Reprodução/Redes sociais)

Por meio das redes sociais, Fernando Haddad, de quem Manuela foi vice na chapa para disputar as eleições presidenciais em 2018, enviou sua solidariedade. “Manu, que a nossa querida Laura receba um abraço de todos e todas que querem construir um Brasil sem ódio. Não poupar uma criança de cinco anos de disputa política é atitude típica de fascistas. Fica firme. Estamos com vocês”, comentou.

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) também se manifestou sobre o caso nas redes sociais. “Todo nosso repúdio. Manu, estamos com você na luta contra o ódio e a violência. Força”, comentou.


Compartilhe esse post

SENADORES APONTAM QUE DECISÃO DE NÃO PUNIR PAZUELLO ABRE PRECEDENTE PERIGOSO

  • por
Compartilhe esse post

O General Eduardo Pazuello e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante reunião sobre a Operação Acolhida, Inserção Socioeconômica dos Imigrantes Venezuelanos, no Palácio do Planalto.
Em 23 de maio, Pazuello, que é general da ativa, participou de evento no Rio de Janeiro com apoiadores de Bolsonaro, o que é vedado pelo Regimento do Exército
Valter Campanato/Agência Brasil.

Senadores lamentaram a decisão do Exército de não punir o general e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello após participar de protesto ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Para parlamentares, o arquivamento do procedimento disciplinar abre um precedente perigoso. Senadores usaram suas redes sociais para criticar a decisão.

Em nota, o Exército informou que “não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar por parte do general Pazuello” e que “arquivou-se o procedimento administrativo que havia sido instaurado”. Em 23 de maio, Pazuello, que é general da ativa, participou de evento no Rio de Janeiro com apoiadores de Bolsonaro e chegou a fazer um discurso ao lado do presidente.

“Armas partidarizadas ou política armada são incompatíveis com a democracia, eleições livres e periódicas. Não punir Pazuello abre precedente à insubordinação. Necessário comunicado das Forças Armadas à Nação de que defendem a hierarquia, a disciplina, o respeito ao regulamento e à Constituição” apontou Simone Tebet (MDB-MS) em sua conta em uma rede social. 

Para Jean Paul Prates (PT-RN), a decisão incentiva militares a participarem de atos políticos. O Regulamento Disciplinar do Exército proíbe o militar da ativa de se manifestar publicamente a respeito de assuntos de natureza político-partidária sem que esteja autorizado previamente.

“Liberou geral! Com esta lacônica justificativa, fica patente que acabou a proibição a militares da ativa de participar de manifestações políticas. Quantos vão afrontar a regra com base na jurisprudência aberta por conta de Pazuello?” ponderou Jean Paul.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) também classificou a posição do Exército como um desrespeito à Constituição e uma permissão à partidarização dos militares. 

“Ao não punir Pazuello, o Exército se apequena e ,mais, afronta a Constituição ao permitir a partidarização de um militar da ativa, algo vedado pela nossa Lei Maior. É um desrespeito. Forças Armadas devem defender o país e não governos”, avaliou a senadora.

Assim como Eliziane, Fabiano Contarato (Rede-ES) considera que o arquivamento do procedimento disciplinar “apequena” as Forças Armadas.

“O Comandante do Exército, ao se omitir, apequenou-se: as Forças Armadas são uma instituição de Estado e não podem se portar como uma falange do bolsonarismo. O país pagará um preço amargo por seu servilhismo e falta de espírito público”, assinalou.

O senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) lembrou que a participação de Pazuello no ato foi criticada inclusive pelo vice-presidente, Hamilton Mourão.

“É inaceitável que Pazuello não tenha sido punido. Até o vice-presidente, Hamilton Mourão, general da reserva, defendeu a regra que veda participação de militares da ativa em atos políticos para ‘evitar que a anarquia se instaure’ dentro das Forças Armadas”, escreveu. 

Vice-presidente da CPI da Pandemia, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) avaliou que a decisão põe em xeque a democracia brasileira. Ainda assim, Randolfe acredita que as Forças Armadas são leais à Constituição. 

“Hierarquia e disciplina são os pilares do funcionamento das instituições militares, consagrados pela nossa Constituição. A insubordinação a esses princípios leva à anarquia e ameaça o funcionamento do Estado democrático de direito. Lamento a decisão, mas mantenho fé inabalável no Alto Comando das Forças Armadas, nos comandos militares e na lealdade que eles tem à CF e ao Brasil, e não a qualquer inquilino de plantão no Palácio do Planalto.

O relator da CPI da Pandemia, Renan Calheiros (MDB-AL), disse esperar que a decisão seja um movimento de “retirada” e não de “rendição” e que o Exército esteja poupando forças para a “batalha final” contra os inimigos da Constituição. 

“Há diferença grande entre os movimentos sagazes da guerra: a retirada e a capitulação, que é a rendição ao inimigo. Quero crer que a decisão do comando do Exército é movimento de retirada, de recuo, não de capitulação. Tenho certeza de que os comandantes não vão se render na guerra pela democracia” — avaliou Renan. 

Já Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou que está evidente uma “politização” das Forças Armadas.

“Politização das Forças Armadas e das polícias, negacionismo homicida, boçalidade e mentira como método de governo,  pandemia descontrolada e fome. Os problemas do Brasil seguem aumentando”, escreveu. 

Fonte: Agência Senado


Compartilhe esse post

SENADO VAI ANALISAR MP QUE AUMENTA TRIBUTAÇÃO DE BANCOS

  • por
Compartilhe esse post

Imagens de Brasília - Palácio do Congresso Nacional  Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O Senado vai analisar a Medida Provisória 1.034/2021, que aumenta a tributação de instituições financeiras O texto foi aprovado na noite de quarta-feira (2) pela Câmara dos Deputados. A intenção do governo é compensar a redução de tributos sobre o óleo diesel e o gás de cozinha. Com isso, para os bancos, a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido sobe de 15% para 25% até 31 de dezembro de 2021 e passa para 20% a partir de 2022.

As demais instituições financeiras, como corretoras de câmbio, empresas de seguro, cooperativas de crédito e administradoras de cartão de crédito, pagarão 20% até o fim de 2021. Atualmente a alíquota é de 15%. Em 2022, volta para os 15%.  Conforme a MP, as novas alíquotas entram em vigor em julho. A MP também reduz incentivos tributários da indústria química e limita o valor dos veículos comprados com desconto por pessoas com deficiência.

Inicialmente, a proposição limitava a R$ 70 mil o valor dos carros novos que podiam comprados com redução de IPI por pessoas com deficiência. Mas o texto aprovado na Câmara elevou este teto para R$ 140 mil. A restrição vale até o último dia de dezembro de 2021. 

Outra mudança incluída pelo relator, deputado Moses Rodrigues (MDB-CE), permite o uso do desconto pelas pessoas com deficiência auditiva. Além disso, daqui em diante o benefício só poderá ser usado a cada três anos, e não mais a cada dois anos, como era na Lei 8.989, de 1995. Essas regras têm vigência imediata.

Fonte: Agência Senado


Compartilhe esse post

MANUTENÇÃO EM ADUTORA SUSPENDE ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM 16 CIDADES

  • por
Compartilhe esse post

Foto: Pedro França / Agência Senado

Nesta sexta-feira (04), a Caern está realizando a manutenção na adutora Monsenhor Expedito. Para isso, suspendeu o abastecimento nos municípios de: Barcelona, ​​Boa Saúde, Campo Redondo, Coronel Ezequiel, Elói de Souza, Jaçanã, Japi, Lajes Pintadas, Lagoa de Velhos, Rui Barbosa, Santa Cruz, São Bento do Trairi , São Tomé, Serra Caiada, Sítio Novo e Tangará.

A previsão da companhia é que o sistema seja religado às 20 horas ainda nesta sexta-feira. Após o funcionamento do sistema são necessários 48 horas para normalização do abastecimento em todas as 16 cidades que têm o abastecimento suspenso.


Compartilhe esse post

PLANTA NATAL RETOMA PLANTIO DE ÁRVORES NATIVAS NA CIDADE

Compartilhe esse post

Planta Natal retoma plantio de árvores nativas na cidade
Alex Régis/Secom

O Plano de Arborização da capital entra em uma nova fase com a retomada do projeto Planta Natal em 2021. Iniciado com o plantio de 2.000 espécies, entre árvores nativas e aplicação de jardinagem, o projeto tem por objetivo envolver os equipamentos públicos com circulação de pessoas em ambientes arborizados, tornando as áreas mais agradáveis. A partir da próxima quarta-feira (09) o projeto ganha reforço na produção de mudas com a entrega do Horto Municipal, que passou por reforma. 

Criado pela atual gestão da Prefeitura do Natal, o Planta Natal tem como objetivo plantar 20 mil espécies nativas ao longo de toda a gestão do prefeito Álvaro Dias. O calendário de plantios foi reiniciado há duas semanas, pela recém-restaurada praça Mãe Peregrina, em Cidade Satélite. A nova Praça das Flores, em Petropólis, terá suas obras de reforma entregues no início da próxima semana também com mudas do projeto, assim como o Horto Municipal. Serão dezenas de árvores nativas como os ipês, conhecidos também como craibeiras, e oitis plantados em toda a extensão da nova praça repaginada pela Prefeitura de Natal. 

Para o prefeito Álvaro Dias, plantar a quantidade de árvores estabelecida é uma meta que será perseguida. “É um desafio, mas queremos uma cidade mais aprazível e, além do benefício estético, com maior conforto térmico, estimulando cada vez mais a uso das áreas públicas pela população”, destaca Álvaro. Segundo a coordenadora do projeto Planta Natal, a secretária executiva Danielle Mafra, a retomada do projeto vai permitir a recuperação das áreas quentes da cidade e uma intervenção mais ampla na massa arbórea local.

“O Planta Natal está sendo incrementado com a reforma do Horto Municipal e a compra de novos equipamentos. Também temos um novo estudo sobre áreas quentes da cidade que vem sendo feito pela STTU e que será integrado às ações do programa”, informa Danielle Mafra. Segundo a gestora, além das praças e canteiros centrais, focando num plantio responsável com regularidade, existe o plano de recuperação das áreas verdes das escolas.

Uma novidade dessa etapa do Planta Natal são as mudas identificadas com cartões verificadores de QRcode, com leitura no celular para o aplicativo do Planta Natal — www.plantanatal.com.br . É possível conhecer a espécie, a data em que foi plantada e até quem a adotou. 


O Planta Natal conta com o envolvimento das Secretarias Municipais de Governo, Comunicação Social, Educação, Meio Ambiente e Urbanismo, Serviços Urbanos, Urbana e UFRN.


Compartilhe esse post

MAIS 14 MIL DOSES DE VACINA DA PFIZER CONTRA A COVID-19 CHEGAM AO RN

  • por
Compartilhe esse post

RN aplicou 1,1 milhão de vacinas – Foto: Sesap/Reprodução

Nesta quinta-feira (3), o Rio Grande do Norte recebeu mais um lote de vacinas contra a Covid-19. Ao todo são 14.050 doses do imunizante da Pfizer, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

A vacina da Pfizer deverá ser utilizada para começar a vacinação de trabalhadores do setor aéreo, para quem tem comorbidade, gestantes e puérperas, além de pessoas com deficiência permanente, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Ainda na quarta-feira (2), o estado já havia recebido uma remessa com um total de 95.500 doses da vacina AstraZeneca. Desse contingente, 25 mil doses foram destinadas à vacinação dos trabalhadores da educação, que já começaram a receber as doses nesta quinta-feira (3).

Desde o começo da distribuição, cerca de 1,6 milhão de vacinas CoronaVac/Butantan, AstraZeneca/Oxford e Pfizer desembarcaram no Rio Grande do Norte. A plataforma RN+Vacina aponta que até a tarde desta quinta-feira (3) foram aplicadas 1.106.823 vacinas (primeira e segunda dose).


Compartilhe esse post