Início » RN TEM A SEGUNDA MAIOR TAXA DE ABANDONO ESCOLAR DO PAÍS

RN TEM A SEGUNDA MAIOR TAXA DE ABANDONO ESCOLAR DO PAÍS

  • por
Compartilhe esse post

FOTO: REPRODUÇÃO

Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgados na última quinta-feira, 19, mostram que a taxa de abandono escolar no ensino médio na rede pública mais do que dobrou no ano passado. Em 2020, o percentual de estudantes que abandonaram instituições foi de 2,3%, enquanto que, em 2021, a taxa foi de 5,6%.

O Norte do país foi a região que mais sofreu com o abandono dos alunos. Os estados do Norte, juntos, acumularam uma taxa de 10,1% de abandono. Em segundo lugar, de acordo com o levantamento, está a Região Nordeste, com 6,3%.

O pior resultado foi no Pará, com 15,6%, seguido do Rio Grande do Norte, com 14,7%.

A ex-secretária de Educação do RN, Cláudia Santa Rosa, lamentou o resultado e destacou ainda que, infelizmente, os números já eram esperados “diante da falta de iniciativas para acolher os estudantes e garantir o direito de continuarem aprendendo”.

“Infelizmente esses números eram esperados, diante da falta de iniciativas para acolher os estudantes e garantir o direito de continuarem aprendendo. Fui alguém que passou toda pandemia cobrando um plano com ações consistentes para não ocorrer abandono e evasão escolar. A apatia foi severa e os resultados começaram a aparecer”, destaca.

“Continuo a fazer alertas pela falta de um plano para essa volta. Alguns encararam como se fosse o retorno de um simples período de férias. Para agravar, muitas escolas sofrem com a falta de professores. Fica difícil garantir aprendizagens e segurar estudantes já desencantados com a ausência de bons projetos. Atentemos: ainda é possível piorar”, conclui a ex-secretária.

Procurada, a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC), informou que os dados divulgados pelo Inep ainda estão sendo analisados pela equipe pedagógica e, assim, só deve emitir um comunicado oficial em breve.


Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *