Início » ROGÉRIO MARINHO TERÁ DOIS PALANQUES DE GOVERNADOR E FÁTIMA PODERÁ TER DOIS CANDIDATOS AO SENADO DO SEU LADO

ROGÉRIO MARINHO TERÁ DOIS PALANQUES DE GOVERNADOR E FÁTIMA PODERÁ TER DOIS CANDIDATOS AO SENADO DO SEU LADO

  • por
Compartilhe esse post

FOTO: REPRODUÇÃO/MONTAGEM

Por: BOSCO AFONSO

Enquanto o pré-candidato ao Senado Federal Rogério Marinho (PL), terá dois candidatos ao Governo do Estado, a governadora Fátima Bezerra (PT) poderá contar com dois candidatos ao Senado em seu palanque nas próximas eleições.

Do lado do ex-ministro do Desenvolvimento Regional, os candidatos ao Governo Estadual serão Fábio Dantas (Solidariedade) e Haroldo Azevedo (Patriotas), em palanques distintos.

Fábio Dantas surgiu candidato com o apoio de Rogério Marinho, tão logo o deputado Ezequiel Ferreira desistiu de sua pretensão em enfrentar o favoritismo de Fátima Bezerra. Haroldo Bezerra, que já vem trabalhando a sua candidatura ao Governo do Estado há algum tempo, se filiou ao Patriotas e assumiu a candidatura do presidente Jair Bolsonaro que, por sua vez, conta com o apoio irrestrito do bolsonarista de carteirinha Rogério Marinho.

Assim, o pré-candidato a senador Rogério Marinho contará com dois palanques distintos defendendo o seu nome para substituir o atual senador Jean-Paul Prates. O de Fábio Dantas, que já se pronunciou não ser bolsonarista mas vai votar em Bolsonaro para a presidência da República, e o de Haroldo Azevedo que assumiu o bolsonarismo no Estado e por tabela irá cravar o nome de Rogério Marinho para o Senado Federal no próximo pleito.

Do outro lado, em busca de renovar o seu mandato e mantendo a dianteira entre os pré-candidatos ao Governo do Estado já anunciados, a governadora Fátima Bezerra deverá contar com dois palanques formados por candidatos ao Senado Federal.

Carlos Eduardo (PDT), deverá ser mantido como companheiro de chapa de Fátima, pleiteando a vaga do petista Jean-Paul, embora, desde o lançamento de seu nome na chapa da atual governante, em nada tenha agregado aos percentuais da preferência do eleitorado registrados nas pesquisas.

O outro nome, com amplas possibilidades de disputar o Senado Federal, e também com o apoio de petistas e partidários da Governadora insatisfeitos com o nome de Carlos Eduardo, é o do deputado Rafael Motta (PSB).

FOTO: REPRODUÇÃO/MONTAGEM

Carlos Eduardo poderá sofrer penalidades na Câmara Municipal de Natal, inclusive com a possibilidade de ficar inelegível caso o legislativo municipal referende a reprovação das contas do ex-prefeito recomendada pelo Tribunal de Contas do Estado.

Rafael Motta segue confiante no desempenho da direção nacional do seu PSB, que por sua vez tem em seu filiado Geraldo Alckmin como vice-presidente de Lula. A vantagem de Rafael é que estará livre para pedir votos para Lula e Fátima, enquanto que Carlos Eduardo – pelo menos no primeiro turno – estará pedindo voto para Ciro Gomes e Fátima.

Rafael tem bem mais afinidade em vincular o seu nome ao de Lula que, em todas as pesquisas já circulantes lidera a preferência dos potiguares. Assim, independentemente de Carlos Eduardo permanecer ou não na chapa de Fátima, o PSB estadual poderá lançar uma terceira alternativa viável entre os candidatos ao Senado Federal.

Até o prazo final das convenções partidárias, muitos planos terão que ser mudados.


Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *