Início » ROGÉRIO MARINHO FALA SOBRE TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO E ALFINETA LULA: “ACEITA QUE DÓI MENOS”

ROGÉRIO MARINHO FALA SOBRE TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO E ALFINETA LULA: “ACEITA QUE DÓI MENOS”

  • por
Compartilhe esse post

FOTO: DÊNIO SIMÕES / MDR

Um dos temas abordados pelo ex-presidente Lula durante o ato “Vamos juntos pelo Brasil com Lula e Fátima”, na Arena das Dunas, nessa quinta-feira, 16, foi a transposição do Rio São Francisco. O petista criticou o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) por tentar “faturar votos” com a transposição do rio São Francisco.

As obras da transposição foram iniciadas no 2º governo de Lula. Ele e sua sucessora, Dilma Rousseff (PT), foram responsáveis por 88%. Michel Temer (MDB) por 5% e Bolsonaro, por 7%.

A transposição começou em 2008 e era prometida para 2012. Só em 2021, no entanto, os 2 eixos principais ficaram prontos. Ainda há ramais e obras complementares em andamento.

“Um Estado não deixava [transpor] porque achava que o rio era seu, o outro não deixava porque achava que o rio era seu”, declarou Lula em seu discurso.

“Enquanto isso, eu, Luiz Inácio Lula da Silva, em 1952, saí de pau de arara de Caetés [em Pernambuco] para morar em São Paulo à procura de oportunidade. Exatamente por causa da seca, exatamente por causa da fome”, disse o ex-presidente.

“Nós resolvemos fazer a transposição. E eu tive o prazer de inaugurar a transposição, um canal de 640 quilômetros”, afirmou Lula.

“Agora o ‘Bozo’ está dizendo que foi ele quem fez”, criticou o ex-presidente.

No Twitter, o ex-ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (PL), que esteve ao lado de Bolsonaro para para simbolizar a chegada do volume de água da transposição do rio São Francisco ao Rio Grande do Norte e outros estados do Nordeste, rebateu a fala do petista.

Marinho postou um vídeo falando sobre a obra e frisou que “A Transposição do Rio São Francisco foi idealizada por Dom Pedro 2°, concluída pelo Presidente Jair Bolsonaro e pertence ao povo Brasileiro”.

Veja a postagem


Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *