Início » Arquivos para 31 de julho de 2021, 17:37h

julho 31, 2021


JORNALISTA ANDERSON BARBOSA SE RECUPERA BEM DO INFARTO E RECEBE A VISITA DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA

  • por
Compartilhe esse post

O jornalista Anderson Barbosa, que foi vítima de infarto há cerca de 20 dias, surpreendeu a todos ao sair do sedativo sem nenhuma sequela.

Na manhã deste sábado, 31, Anderson recebeu a visita do secretário de Segurança Púbica do RN, Coronel Araújo e do sub-comandante da PM no Estado, Zacarias Monteiro. Anderson é o assessor de imprensa da secretaria de Segurança do Estado.

Havia uma expectativa muito grande em relação ao estado neurológico de Anderson, pois ele estava sob efeito de forte sedação, o que impossibilitava identificar a real situação do jornalista.

Há cerca de uma semana, ele fez uma traqueustomia, passou por angioplastia e cateterismo.

Hoje ele já caminha, conversa normalmente e já está recebendo as primeiras visitas no apartamento do hospital Rio Grande.

O jornalista e major do Corpo de Bombeiros, Cristiano Couceiro, tem acompanhado também o estado de saúde de Anderson Barbosa. Em contato com o blog Tulio Lemos, ele externou: “A gente considera um milagre, porque ficar 14 minutos em parada cardíaca e retornar assim sem nenhuma sequela, é de fato um grande milagre.”

O também jornalista Fred Carvalho, melhor amigo de Anderson e que praticamente salvou a vida do colega ao leva-lo ao hospital no momento do infarto, tem acompanhado de perto a recuperação do amigo e se emocionou ao vê-lo acordar da sedação em perfeito estado neurológico.

O INFARTO

Há cerca de 20 dias, Anderson Barbosa participava de uma pelada no campo de futebol da PM, quando passou mal e foi socorrido por Fred Carvalho, que o levou até o hospital Walfredo Gurgel e viu de perto a gravidade do caso.

Quando chegou ao hospital, Anderson já estava desacordado e foi imediatamente atendido, sendo intubado e registrada parada cardíaca de 14 minutos sem o funcionamento do coração.
Correntes de oração foram feitas por amigos, familiares e colegas, que pediam pela vida do jornalista, que reagiu milagrosamente e está em plena recuperação.


Compartilhe esse post

PARNAMIRIM. CÂMARA VAI CONVOCAR O SUPLENTE OU NÃO?

  • por
Compartilhe esse post

Potiguar Notícias
Reprodução

A Câmara de Parnamirim não consegue sair do noticiário negativo. Além de ser alvo de várias operações deflagradas pelo Ministério Público e ter três vereadores presos acusados da prática de crimes, o malabarismo jurídico protagonizado pelo presidente do Parlamento para proteger os acusados e tentar enganar a Justiça, só tem provocado desgaste e voltado os holofotes para a cúpula do Poder Legislativo de Parnamirim.

Após a decisão judicial determinando o afastamento da vereadora Rhalessa de Clênio por 180 dias, fica novamente a dúvida se o presidente da Câmara, Wolney França, vai convocar ou não o suplente, Dr. Zico, para assumir o mandato.

JUSTIÇA DETERMINA AFASTAMENTO DE VEREADORA DE PARNAMIRIM POR 180 DIAS

Da última vez que houve decisão de afastamento, o presidente da Câmara interpretou o Regimento Interno do jeito que quis e simplesmente não convocou o suplente para suprir a vaga de dois vereadores afastados.
Agora, diante da denúncia ofertada pelo MP à Justiça, com provas do envolvimento de vereadores praticando crime de desvio de recursos públicos, a Justiça determinou o afastamento da vereadora Rhalessa de Clênio por 180 dias, mas não há certeza se o presidente da Câmara vai convocar o suplente ou não.

A Câmara de Parnamirim está sempre no olho do furacão negativo, seja pela ação criminosa de vereadores ou pelas jogadas protetoras de seu presidente.


Compartilhe esse post

EX-SECRETÁRIO LUIZ EDUARDO CARNEIRO SAI DA UTI

  • por
Compartilhe esse post

Foto: Felipe Gibson/G1

O professor Luíz Eduardo Carneiro, internado há mais de 70 dias para tratar de complicações pós-covid, saiu da UTI e foi para um apartamento.

A notícia foi dada ao blog Tulio Lemos por Luciana, médica e filha do professor e ex-secretário: “Papai está estável. Ontem saiu da UTI e foi para apartamento. Ainda com traqueostomia e com necessidade de oxigênio em vários períodos do dia. Agora será necessário um grande trabalho da fisioterapia tanto motora quanto respiratória e também de Fonoaudiologia. Dieta também ainda por sonda. Como sequela uma importante polineuropatia do paciente crítico e grave. Perdeu completamente a força. A estrada será longa para reabilita-lo, mas vamos em frente.”

Luíz Eduardo cultivou uma legião de amigos, independente de sua ligação política com o ex-senador Garibaldi Filho. Cordial e sempre atencioso, professor Luíz nunca fez da política um entrave para o fortalecimento de suas amizades.

Que Deus possa restaurar a saúde do professor Luíz Eduardo, para que volte ao convívio de seus amigos e familiares.


Compartilhe esse post

FÁBIO FARIA CONVERSA COM CARLOS EDUARDO E DEIXA EX-PREFEITO EM SITUAÇÃO DELICADA

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução

Essa semana houve um encontro entre o ministro das Comunicações, Fábio Faria e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo. A pauta política tomou conta da conversa entre os dois adversários.
Fábio Faria é filho de Robinson, que disputou a última eleição Estadual contra Carlos Eduardo. No plano Nacional, Faria é ministro de Bolsonaro e o ex-prefeito é crítico feroz da gestão presidencial.

O ex-prefeito Carlos Eduardo foi mais elegante ao mencionar os assuntos tratados na conversa. Disse que discutiram a política local e Nacional, “cada um com seu ponto de vista” e que alianças ou coligações só serão tratadas no próximo ano.
O ministro das Comunicações, Fábio Faria, foi extremamente deselegante com o ex-prefeito. Disse publicamente que ‘aconselhou’ Carlos Eduardo a parar de bater em Bolsonaro e que este havia dito que lhe atenderia e mudaria de postura daqui por diante.

O filho de Robinson deixou o filho de Agnelo numa situação desconfortável.

Se parar de bater em Bolsonaro, será fruto do pedido do ministro e vai de encontro ao que pensa seu partido, o PDT, que tem em Ciro Gomes, o nome para disputar justamente contra Bolsonaro. Carlos Eduardo ficaria contra seu próprio partido para agradar a um ministro cujo Governo ele abomina?

Caso Carlos Eduardo continue a fazer críticas ácidas ao Governo Bolsonaro, é como se a reunião não tivesse nenhuma serventia prática e o ‘conselho’ não teria sido aceito.

O fato é que Fábio Faria passou uma ideia de superioridade em relação ao ex-prefeito de Natal e ainda fez média com o presidente Bolsonaro, como se estivesse sempre prestando um serviço ao chefe, tentando minimizar a voz de adversários do Governo.

Já Carlos Eduardo vai ter que se explicar à cúpula de seu partido, o que danado estava fazendo sorridente e satisfeito com um ministro de Bolsonaro.

Encontros políticos entre contrários são salutares e alimentam a democracia. O problema vem depois, com as declarações de quem participou do encontro e cada um conta uma versão diferente para ficar bem publicamente.

Nesse primeiro encontro, Fábio Faria saiu melhor que Carlos Eduardo. Aguardemos os próximos.


Compartilhe esse post

FÁTIMA BEZERRA SANCIONA LEI QUE PROÍBE APREENSÃO DE MOTOS DE ATÉ 155 CILINDRADAS COM DOCUMENTOS ATRASADOS

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução

A governadora do Rio Grande do Norte (RN), Fátima Bezerra, sancionou a lei 10.963, de 30 de julho de 2021, de autoria do deputado Dr. Bernardo (MDB), aprovada pela Assembleia Legislativa, que proíbe a apreensão ou retenção de motocicletas, motonetas ou ciclomotores de até 155 cilindradas por autoridade de trânsito, em função da não comprovação de pagamento do imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Vale destacar que não se aplica a lei quando a autoridade fiscalizadora estadual estiver de posse de mandado judicial ou identificar a ocorrência de outras hipóteses de apreensão e remoção previstas na Lei Federal nº 9.503, de 23 de dezembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro – CTB).

Confira:


Compartilhe esse post

QUEM LEVARÁ VANTAGEM: O 10 DE BENES, 12 DE CARLOS OU 13 DE FÁTIMA?

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução

Por Messias Araújo

Na novela intitulada #apoiopopular, cada um que se articule para ganhar mais pontos de audiência e conquistar os potiguares.

Enquanto @benesleocadiorn corre para colocar os pontos nos Is com @rogerio.smarinho , @alvarodiasrn , deputados do DEM de José Agripino Maia, e prefeitos do MDB de Garibaldi e Walter (dos Alves), o ministro @fabiofaria.br tenta abrir diálogo com @carloseduardoe12 no sentido de formarem uma aliança que possa empolgar os contrários ao governo do PT .

Segundo os analistas de plantão nos senadinhos, quem conquistar o apoio do prefeito de Natal, sairá na vantagem contra @fatimabezerra13 e @senadorjean , por que o primo de Henrique não está tão em alta na capital que administrou por três vezes, e por outro lado, não tem tanta simpatia do povão no interior.

Diante de tanto barulho, em Mossoró, que por várias vezes foi o fiel da balança em eleições passadas, o silêncio é total por parte do prefeito Alysson Bezerra e seus contundentes adversários os Rosados.


Compartilhe esse post

A RESPONSABILIDADE PELA COMPRA DE MEDICAMENTO VENCIDO

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução


Essa semana, o Ministério Público Federal apresentou relatório de investigação a respeito da compra de medicamentos vencidos com verba do Governo Federal no RN. Quase 30 municípios e o Governo do Estado foram apontados como responsáveis pela aquisição do produto fora do prazo de validade.

De início, é natural estabelecer a responsabilidade ou culpa, ao gestor público, governadora ou prefeito. Afinal, são os ordenadores de despesas que arcam com a responsabilidade legal quando há problemas na administração pública.

Porém, por dever de justiça, há de se avaliar que a real responsabilidade por esse tipo de situação é do titular da pasta da Saúde, que tem a atribuição de gerenciar os procedimentos administrativos da secretaria que lhe compete. É para isso que existe a descentralização administrativa. Do contrário, o governante não precisaria de secretários ou de uma estrutura administrativa para mover a máquina pública.

Portanto, no caso específico da compra de medicamento vencido, a responsabilidade é do secretário de Saúde do Estado e do secretário de Saúde das prefeituras, que tem em seu organograma vasta equipe para gerenciar aquisição, recebimento, fiscalização e entrega dos medicamentos.

Cabe à secretaria de Saúde, seja ela Estadual ou Municipal, proceder fiscalização permanente em relação à compra e distribuição de medicamento. Comprar medicamento vencido por mais de 200 dias ou até mil dias, é inadmissível por parte dos gestores de saúde pública.

No caso investigado pelo MPF, que apontou Natal, Governo do Estado e outras prefeituras do interior, houve um silêncio sepulcral dos gestores, deixando implícita a responsabilidade e o desgaste para a governadora e para os prefeitos, quando a responsabilidade recai justamente pela inoperância do corpo funcional das pastas de saúde.

Resta aguardar que as secretarias de Saúde do Estado e dos municípios apontados no relatório do MPF, possam apresentar alguma justificativa consistente para usar o dinheiro de combate à Pandemia, em medicamento vencido, provocando um prejuízo aos cofres públicos e desgaste à imagem dos gestores.


Compartilhe esse post

JORNAL AGORA RN SE CONSOLIDA E REFORÇA EQUIPE COM TULIO LEMOS NA EDITORIA POLÍTICA

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução Capa Agora RN

Após o encerramento de atividades dos impressos diários, vespertino, JORNAL DE HOJE e o matutino NOVO JORNAL, o jornalista Alex Viana, que integrava a equipe do vespertino, teve a ousadia de partir para carreira empresarial e juntando à sua competência jornalística criou o matutino AGORA RN, que vem se consolidando, graças ao trabalho de uma equipe de competentes profissionais.

A ousadia do jornalista Alex Viana encarou o sucesso das redes sociais sem esquecer o jornal impresso, o AGORA RN chega entre terça-feira e sábado aos leitores que não perderam o hábito de folhear jornal, mas também investiu na formatação do portal AGORA RN, que hoje já detém a marca de mais de 3 milhões de leitores.

Reprodução Agora RN

Agora, na tentativa de mais uma arrancada na fidelização do leitor mais exigente, o diretor do AGORA RN investiu na contratação do jornalista Tulio Lemos para escrever a sua coluna diária e assumir a editoria política do jornal no momento representativo em que se avizinha uma campanha eleitoral em níveis estadual e federal, que mesmo continuando aqui com o seu www.blogtuliolemos.com.br, o profissional demonstrou a satisfação em aceitar o seu retorno ao jornal impresso e disse que é “um prazer voltar a colaborar com um jornal impresso como o consolidado AGORA RN que também disponibiliza um portal com uma abrangência imensurável. Dessa forma, além do blog, retomo minhas atividades com a responsabilidade redobrada na apuração e divulgação dos fatos com o mesmo respeito que sempre tive com o leitor, principalmente aos que gostam do jornalismo investigativo que sempre apresentam fatos verdadeiros”, disse Tulio.


Compartilhe esse post

PARTIDO VERDE PODERÁ LANÇAR EX-SENADOR PARA DISPUTAR A SUCESSÃO DE FÁTIMA BEZERRA

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução/Montagem

Por: Bosco Afonso

No jogo de xadrez são utilizadas dezesseis peças, sendo oito peões, dois cavalos, dois bispos, duas torres, um rei e uma dama. Na política partidária, tem mais que o dobro do xadrez, 33 partidos, também existem peças desses tipos, cada um com suas características e também a importância de sua participação no jogo. Por isso, é que se falam sobre partidos nanicos, partidos de importância mediana e grande siglas e, igualmente ao xadrez, o jogo político depende muito de quem se mexe, quando se mexe e como se mexe. No xadrez, uma jogada inspirada de um iniciante, pode representar um xeque-mate. Na política, em momento oportuno, um partido nanico pode surpreender as grandes siglas. Tomemos como exemplo a eleição de Bolsonaro por um partido nanico, o PSL.

É acreditando que o momento pode ser propício que o Partido Verde (PV), considerado um partido nanico em nível estadual, contando apenas com um vereador na Capital e cinco no interior, mas amparado pela sua bandeira em defesa do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, e com um nome de respeitabilidade, pode surpreender o mundo político potiguar.

Para o presidente estadual do PV, o sociólogo Rivaldo Fernandes, “essa é uma oportunidade que o Partido Verde tem em disputar a eleição majoritária, na sucessão da professora Fátima Bezerra e para isso temos em nossos quadros o nome do médico, ex-deputado estadual e ex-senador Paulo Davim (era suplente de Garibaldi Filho e assumiu a cadeira pelo período em que o titular ficou Ministro da Previdência), como também o nome do professor Emanuel Nunes, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN)”. Dentro do PV, enquanto seus membros se desdobram para ampliar as nominatas de pretensos candidatos que vão tentar fazer com que os Verdes tenham representantes no legislativo estadual e federal, também se ventila a possibilidade do próprio presidente Rivaldo Fernandes enfrentar a eleição majoritária. Sem confirmar ou descartar essa possibilidade, o presidente estadual do Partido Verde afirma que vai fazer o convite ao ex-senador Paulo Davim para que ele aceite o desafio de ser o candidato a Governador do Estado da sigla.


Compartilhe esse post

POLÍTICOS MOSTRAM AS CARTAS E INTENSIFICAM PREPARATIVOS PARA A CAMPANHA DO PRÓXIMO ANO

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução/Montagem

Por: Bosco Afonso

Ao final de julho do próximo ano, todas as candidaturas aos postos de deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente da República deverão estar devidamente registradas, embora, atualmente, os pretensos legisladores estadual e federal ainda não conhecem as regras para a eleição que se avizinha.

Mesmo assim, como se trata de trabalhar contra o tempo, os candidatos já botaram o pé na estrada e passam a cumprir o ritual aconselhado a todos aqueles que pretendem adquirir mais voto que o seu. Assim, o que tem de candidato singrando as estradas desse pobre Rio Grande do Norte não é brincadeira. A maioria desfila em esplendorosos e potentes carros de marca do momento, enquanto que outros se contentam mesmo com o seu 1 ponto zero para chegar ao mais longínquos municípios, muitas vezes, com um eleitorado diminuto, mas que é decisivo na contagem.

Enquanto pretensos candidatos ao governo se deslocam buscando espaços nas entrevistas a emissoras de rádio ou a blogs por todas as regiões, a governadora Fátima Bezerra leva a vantagem de estar entregando obras. Em cada cidade, em cada município, vale pelo menos a reforma necessária de uma escola que já deveria ter sido feita há mais tempo, mas a governadora está lá. Não fala em eleição em seus discursos, mas aos cochichos, conversa com as lideranças políticas, ensandecidas para aparecer na foto do poder. E juntamente com a filha de “seu” Severino, estão candidatos e candidatas aos legislativos estadual e federal.

Neste momento de preparativos, cada um vai fazendo a sua parte e a editoria do Blog Tulio Lemos vai acompanhando a corrida na medida em que o binóculo alcança. O petista senador Jean, até que ensaiou acompanhar a governadora, mas depois foi percorrendo os seus próprios caminhos e há dias que visita as regiões, sendo que, esta semana, se concentrou no Oeste levando ao conhecimento do “povo sofrido” o resultado de suas emendas parlamentares.

Enquanto que o deputado Nelter, “cola” junto às lideranças políticas para fazer peregrinação aos órgãos estadual e federal, em busca de benefício para os municípios que servem de base à sua reeleição.

Por sua vez, Benes Leocádio, ainda sem saber por qual partido vai disputar o voto do potiguar na tentativa de chegar ao Governo do Estado, busca freneticamente espaços em emissoras de rádio, em blogs, em reuniões com o objetivo de se fazer presente.

Já o deputado federal Walter Alves, costurando a retomada do MDB pelo interior do seu estado, aproveita a viagem e “vende o seu peixe” na tentativa da reeleição, enquanto que Kelps Lima, que quer deixar a Assembleia Legislativa e voar para Brasília, para a Câmara dos Deputados, vai se solidarizando com lideranças para engrossar a nominata de deputado federal do seu partido, o Solidariedade.

Enxergando a cúpula, o prefeito Álvaro Dias diz que não sabe ainda se vai disputar a majoritária, mas ele mesmo sabe que será apenas coadjuvante de peso nesta eleição, enquanto que Carlos Eduardo, duro na queda para formar o seu próprio bloco e para fazer alianças, colou em Fábio Faria para verificar a temperatura eleitoral, mesmo tendo soltado cobras e lagartos contra o chefe maior do filho de Robinson que é o presidente Bolsonaro.

CARLOS EDUARDO: “PDT SÓ DISCUTE ALIANÇA OU COLIGAÇÃO NO ANO QUE VEM”

Reprodução Instagram

Esses são alguns dos poucos exemplos que já podem ser expostos na preparação de uma corrida que, largando agora, só vai ser concluída no primeiro turno das eleições de 2022, para uns, e, para outros, provavelmente, no caso da disputa governamental para o Estado e para a República, só no segundo turno. E como essa corrida não é de revezamento, terão muitos candidatos gastando sola de sapato para ir buscar os votos necessários à sua eleição, mas também terão aqueles que, depois do pleito, irão ser chamados de “laranja” porque só obtiveram mesmo os votos da família.


Compartilhe esse post

ANVISA RECEBE PEDIDO PARA USO DA CORONAVAC EM MENORES DE 18 ANOS

  • por
Compartilhe esse post

Dose de vacina contra Covid em preparação para ser injetada em Goiânia
Vinícius Schmidt/Metrópoles

Ontem (30), a Anvisa recebeu solicitação do Instituto Butantan para ampliar a faixa etária de indicação da vacina Coronavac. A meta é incluir público de 3 a 17 anos na bula do imunizante. A Coronavac está autorizada somente para uso emergencial no Brasil em pessoas com 18 anos de idade ou mais. Segundo a Anvisa, a inclusão de uma nova faixa etária deve ser realizada pelo laboratório responsável pela vacina.

“Para incluir novos públicos na bula, o laboratório precisa conduzir estudos demonstrando a relação de segurança e eficácia para determinada faixa etária. Esses estudos podem ser conduzidos no Brasil ou em outros países”, diz a Anvisa. “No caso da Coronavac, os estudos foram conduzidos fora do Brasil.”

Até o momento, somente a vacina da Pfizer está aprovada para menores de 18 anos pela agência reguladora. O imunizante tem indicação para pacientes a partir dos 12 anos.

Já o laboratório Janssen recebeu autorização da agência para realizar ensaios da vacina em crianças e adolescentes. Os estudos ainda estão em condução.


Compartilhe esse post

RENAN APÓS LIVE: “CAIRÁ PRIMEIRO A FICHA DO BOLSONARO OU O BOLSONARO?”

  • por
Compartilhe esse post

Senador Renan Calheiros na CPI da Pandemia
Rafaela Felicciano/Metrópoles

O relator da CPI da Covid-19, Renan Calheiros (MDB-AL), ironizou, na noite de ontem (30), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com analogia no mínimo curiosa, associando uma imagem comum de desenho animado a um eventual impeachment.

Confira:

Após anos alegando fraude nas urnas eletrônicas e depois de prometer algo “bombástico”, Bolsonaro admitiu em uma live, na última quinta-feira (29), que não tem provas e voltou a atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso.

Calheiros e Bolsonaro vivem trocando farpas publicamente. O emedebista, como relator da CPI, não perde oportunidade de alfinetar o adversário. O presidente, por sua vez, sempre que possível critica o senador ou o filho dele, Renan Filho, governador de Alagoas.

*Com informações do Metrópoles.


Compartilhe esse post

ASSÉDIO SEXUAL NA UFRN: SERVIDORA APOSENTADA DENUNCIA crime E TEM PROCESSO ARQUIVADO

  • por
Compartilhe esse post

Reprodução

Motivada por uma campanha contra assédio sexual e pela repercussão do caso Daniel Dantas Lemos, a jornalista e servidora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Helena Velcic Maziviero, de 31 anos, resolveu denunciar também o seu caso, dois anos depois do fato em que foi vítima de outro docente da instituição.

As consequências da relação com o abusador ainda a acompanham. Ela foi diagnosticada com depressão grave, chegou a tentar suicídio, foi afastada do trabalho e conseguiu ser aposentada por invalidez. Apesar disso, o processo administrativo contra o professor, que era chefe dela no Instituto Metrópole Digital, foi arquivado.

“A pior parte, para mim, foi ler o relatório da comissão, que saiu no dia do meu aniversário, em março. Naquele dia eu não dormi esperando meu acesso a esse relatório. Quando abri o arquivo e comecei a ler os argumentos absurdos e machistas usados pela comissão, eu literalmente surtei. E estou sendo muito sincera aqui. O sentimento de revolta e injustiça foi tamanho que eu não conseguia sequer ficar em pé. Só deitei no chão e comecei a chorar. Ali eu percebi que não teria justiça”, relata Helena, que diz procurar ressignificar a história.

“Desde então eu venho lidando da melhor forma possível. A terapia ajuda muito. Tenho transformado a indignação em luta. Mesmo que ele não seja punido (eu espero que seja!), talvez levar esse caso a público seja uma forma de fazer a universidade ficar mais atenta à falta de suas políticas para casos de assédio”.

O que Helena e a advogada buscam ainda é a suspensão do professor por 60 dias. De acordo com a acusação, a Lei 8.112, que rege o serviço público federal, não define com exatidão penalidade para esse tipo de infração, assim como o Código de Conduta para Servidores e Alunos da instituição não menciona o tema assédio sexual.

O assédio

A assistente administrativa conta que, no ano de 2018, tinha uma relação “de amizade e confiança” com o homem que era seu chefe e chegaram a ter um breve relacionamento, mas que depois de três meses decidiram manter a amizade.

Um dia, quando foi à sala dele para que assinasse alguns documentos, ele puxou a cadeira para perto e começou a passar as mãos nas pernas dela. Helena diz ter pedido a ele que parasse e por três vezes ele voltou a acariciá-la nas pernas e no rosto.

“Eu me senti muito desconfortável. Mas como tinha ele como amigo, acabei relevando. Mas depois desse evento nossa convivência passou a ficar muito conflituosa. Alertei o diretor de ensino do IMD para que ele fizesse uma intermediação de conflitos, mas meu assediador se negou.”

Àquela altura, a própria Helena tentou falar com o chefe, explicando que tinha se sentido assediada sexualmente, mas ele se negou ao diálogo. A servidora pediu, então, transferência de setor. “As coisas ali no IMD começaram a ficar realmente insustentáveis a ponto de me adoecer psicologicamente”, lembra.

Somente este ano resolveu denunciar formalmente o caso. A instituição alegou que a denúncia demorou muito tempo para ser feita; que uma vítima jamais procuraria o seu agressor – Helena tentou contato com ele por e-mail; que ela superdimensionou o fato e até que que a vítima omitiu que o professor era casado.

A vítima avalia que a comissão formada para apurar os fatos utilizou argumentos absolutamente arbitrários e machistas para inocentá-lo. Por isso, entrou com um recurso, que ficou parado no mesmo setor por dois meses, segundo ela. “Fiz então um vídeo denunciando a demora e (coincidência ou não) no dia seguinte a UFRN arquivou o processo, alegando que eu havia entrado com recurso fora do prazo (o que não é verdade e tenho como provar)”, reclama.

*Fonte: Saiba Mais Agência de Reportagem.


Compartilhe esse post

ALESSANDRO VIEIRA DIZ QUE GUEDES É “UM BOLSONARO COM CURSO EM CHICAGO”

  • por
Compartilhe esse post

Alessandro Vieira_CPI da Covid-19
Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) usou as redes sociais, ontem (30), para criticar o ministro da Economia, Paulo Guedes, por atacar a metodologia de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o chefe da equipe econômica do governo, o instituto “está na idade da pedra lascada”.

A declaração do ministro da Economia provocou reação imediata de Vieira, que chamou Guedes de “um Bolsonaro com curso em Chicago”. A manifestação do senador foi feita através do Twitter e refere-se à formação do chefe da pasta, que fez mestrado e doutorado na Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Mais cedo, Guedes atacou o IBGE após o órgão divulgar a taxa de desemprego de 14,6% no trimestre encerrado em maio. O resultado não agradou ao líder da Economia que defendeu os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), publicado pelo governo federal.

“Estamos gerando praticamente 1 milhão de empregos a cada três meses e meio”, afirmou a jornalistas após evento realizado na sede do Ministério da Economia no Rio de Janeiro.

Mas, o titular da pasta federal não considerou que o Caged mostra somente os números do mercado de trabalho formal, enquanto o IBGE, por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), contempla também o setor informal do país. Na avaliação de Guedes, a Pnad está atrasada, uma vez que a taxa de desemprego é calculada por meio de entrevistas por telefone, enquanto o Caged usa dados oficiais das empresas.

Depois, ele citou os dados apresentados pelo Caged, que apontam a criação de 309 mil postos de trabalho em junho. “Desde o início do ano, já criamos 1,5 milhão de empregos. Desde a pandemia, que cortou 1 milhão de empregos, já criamos 2,5 milhões”.


Compartilhe esse post

CPI REMARCA DEPOIMENTO DE MAXIMIANO, DA PRECISA, PARA 11 DE AGOSTO

  • por
Compartilhe esse post

CPI da Covid
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Novamente, a CPI da Covid-19 remarcou o depoimento do empresário Francisco Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos, para o dia 11 de agosto. Esta é a quarta vez que o empresário tem o depoimento desmarcado. Ele é considerado peça importante em relação às negociações da vacina indiana Covaxin.

A oitiva estava prevista para a próxima quarta-feira (4), mas o empresário provou à CPI da Covid-19 que viajou à Índia antes da comissão marcar o novo depoimento. A notificação ao empresário acerca do depoimento ocorreu na última segunda-feira (26), quando ele já estaria em Hyderabad, local da sede da Bharat Biotech, laboratório indiano que produz a vacina Covaxin.

À CPI, Maximiano informou — com cópia das passagens e do passaporte — que viajou no último dia 24 de julho, um dia depois da Bharat rescindir o contrato com a Precisa.

De acordo com o documento, o motivo da viagem foi para esclarecer, junto ao laboratório indiano, que não teve qualquer relação com a elaboração do documento supostamente adulterado, que teria levado ao fim do contrato com a empresa, bem como para reuniões e a adoção de eventuais medidas judiciais.

Os advogados de Maximiano, segundo o documento, disseram que o empresário comunicou à Polícia Federal sobre a viagem e, posteriormente, à comissão. Senadores cogitavam tomar medidas judiciais, como pedir a prisão preventiva ou condução coercitiva dele. Contudo, o empresário provou que não houve fuga premeditada.

No dia seguinte ao depoimento de Maximiano, a CPI ouve o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara.

Desmarcações

A primeira tentativa de depoimento de Maximiano ocorreu em 23 de junho, mas os advogados avisaram na véspera do depoimento que ele estava em quarentena por causa da Covid-19, após retornar da Índia.

Posteriormente, a direção suspendeu a oitiva do dia 1° de julho, pois, no dia anterior, ele conseguiu um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) concedendo-lhe o direito de ficar em silêncio. Por fim, ele seria ouvido no último dia 14 de julho, após a oitiva de Emanuela Medrades, diretora técnica da Precisa. Mas foi reagendado para agosto.

Veja o documento enviado à CPI da Covid:

*Com informações do Metrópoles.


Compartilhe esse post

MARCELO RAMOS PEDE QUE PODERES LIMITEM POSTURA “GOLPISTA” DE BOLSONARO

  • por
Compartilhe esse post

Marcelo Ramos
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou, ontem (30), que “já passou da hora” de o Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara e o Senado Federal colocarem limites à postura “golpista e conspiratória” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Já passou da hora do STF, Câmara e Senado colocarem um limite a postura golpista e conspiratória do Presidente da República. Se não fizeram isso agora, quando decidirem fazer, será tarde demais. Todos que se acham protegidos hoje podem ser as próximas vítimas”, escreveu Ramos.

Veja o post:

Como já noticiamos, após anos alegando fraude nas urnas eletrônicas e prometer algo “bombástico”, Bolsonaro admitiu em uma live, na última quinta-feira (29), que não tem provas e voltou a atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso.

Marcelo Ramos e Bolsonaro vêm em atrito desde que o presidente acusou o parlamentar de estar por trás da aprovação do Fundo Eleitoral de R$ 5,7 bilhões, que estava incluído na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2022. Ramos presidiu as sessões do Congresso Nacional. O relator da proposta é o deputado Juscelino Filho (DEM-MA).

Bolsonaro declarou, inicialmente, que vetaria o Fundão, mas recuou e, em articulação do Palácio do Planalto, deve vetar apenas uma parte dos recursos. Estima-se que o novo fundo seja de R$ 4 bilhões. Ramos tem cobrado o veto total, como prometido anteriormente.


Compartilhe esse post

BRASIL SUPERA 555 MIL MORTES PROVOCADAS PELA COVID-19

  • por
Compartilhe esse post

testagem teste de CoViD 19 voltada a assintomáticos
Hugo Barreto/Metrópoles

Com média móvel de 1.017 mortes por Covid-19, o país registrou, ontem (30), o menor valor do indicador desde o dia 8 de fevereiro deste ano, quando a média foi de 1.010 óbitos. Em comparação com o verificado há duas semanas, houve variação de -14,9%, sinalizando estabilização nas mortes contabilizadas.

Ao todo, o Brasil já perdeu 555.460 vidas para a doença e computou 19.880.273 casos de contaminação.

Somente nas últimas 24 horas, foram 963 mortes e 40.904 novos infectados registrados em todo o país. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).


Compartilhe esse post

JOICE HASSELMANN CONTRATA ADVOGADO CRIMINALISTA QUE JÁ DEFENDEU CIRO NOGUEIRA E JOSÉ SARNEY

  • por
Compartilhe esse post

Igo Estrela/Metrópoles

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, foi contratado pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), para auxiliá-la no caso da suposta agressão que a parlamentar sofreu na noite do dia 17 de julho. Ele declarou: “eu ainda estou em Nova York. Volto segunda-feira, mas tenho falado com ela”, assinalou.

Kakay é um advogado criminalista famoso no meio político e já defendeu parlamentares de renome, como o novo chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, José Sarney, Edson Lobão, entre outros. Em coletiva realizada no apartamento funcional da deputada, em Brasília, no dia 25 de julho, Joice foi assertiva em relação às possíveis judicializações que faria acerca do caso.

“Eu vou processar todos que estão acusando meu marido e fazendo ilações. Mulheres extremistas que têm incitado o crime de feminicídio. Eu vou processar a Fontenelle. Eu vou denunciar essa gente que comete crime de violência. Eu vou levar cada um até a última instância”, afirmou Joice.

SENADOR STYVENSON RIDICULARIZA AGRESSÕES SOFRIDAS POR JOICE HASSELMANN

Relembre o caso

Joice se recupera de cinco fraturas no rosto e uma na costela, além de alguns cortes pelo corpo. A congressista estava assistindo a uma série em sua cama, no apartamento funcional que usa em Brasília, na noite do dia 17, quando “apagou” e só acordou 7 horas depois, sobre uma poça de sangue, sem se lembrar do que havia acontecido.

Na terça-feira, a parlamentar prestou depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal acerca do caso. A deputada revelou, na noite de sexta-feira (23), ter dois nomes que poderiam estar por trás das agressões. No último domingo (25), Joice afirmou a jornalistas que um desses dois suspeitos é parlamentar.

O caso foi comunicado, inicialmente, à Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados (Depol). A Ouvidoria do Conselho Nacional do Ministério Público Federal (MPF) e as polícias de São Paulo e do DF também vão participar das investigações.


Compartilhe esse post