Início » Cidades

Cidades


URBANA COMPRA MAIS DE 250 MIL REAIS EM PRODUTOS QUE EMPRESA NÃO COMERCIALIZA

Compartilhe esse post

Direção da Urbana passará por mudanças nos próximos dias em Natal

Além de supostamente vender algo que não poderia legalmente comercializar, a empresa também não funciona no local onde diz funcionar.

A Urbana parece não ter receio de se manter no noticiário negativo e suspeito quando o assunto é compra e contratação de serviços.

Publicado no Diário Oficial desta quarta-feira, 2 de junho, um contrato para compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), no valor de 254 mil reais.

ESPECIALISTA

O resumo do contrato 013 da Urbana com a empresa J D Alves Misael, afirma que a referida empresa é “especializada no fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC’s). Está catalogado no contrato como material de proteção e segurança.

O problema é que não há nada que comprove essa ‘especialização’ da empresa nessa área. Sua atividade principal é comércio varejista de equipamentos para escritório. Nada de proteção e segurança.

Ou seja: Oficialmente, a Urbana comprou algo que a empresa não tinha para vender ou não possuía amparo legal para vender o que a Urbana diz ter comprado.

As atividades secundárias falam em material elétrico, hidráulico, calçados, artigos esportivos, cama, mesa e banho, produtos alimentícios e até “controle de pragas urbanas”.

A ‘especialização’ da empresa em EPI não aparece em lugar nenhum de sua documentação, conforme documento da Receita Federal.

LOCALIZAÇÃO

A empresa contratada pela Urbana para vender EPI, a J. D. Alves Misael, deveria funcionar na Rua Rio Jaguaribe, 13-A, Emaús, Parnamirim. Mas não funciona.

O problema é neste local indicado pela própria empresa em seu documento de CNPJ, não há nenhuma empresa em funcionamento. Uma equipe do blog Tulio Lemos foi pessoalmente ao local, de ponta a ponta na Rua Rio Jaguaribe e não encontrou nenhuma empresa. Aliás, não encontrou sequer um imóvel com o número 13-A.

CARTÃO DE PONTO

Em outra venda que fez à Urbana, a empresa J. D. Alves Misael, vendeu sem licitação, cartão de ponto. O valor foi relativamente pequeno, menos de 2 mil reais. Mas revela que essa empresa é queridinha da Urbana e vende ‘de um tudo’. De preferência, sem licitação.


Compartilhe esse post

DONO DE EMPRESA QUE GANHOU DISPENSA MILIONÁRIA NA URBANA É RÉU EM PROCESSO DE CORRUPÇÃO

  • por
Compartilhe esse post

Empresário Mário Sérgio, em uma de suas viagens ao exterior, exibindo seus dólares.

O empresário Mário Sérgio Macedo Lopes, proprietário da MB, foi alvo de uma operação investigada pelo Ministério Público da Paraíba e terminou virando réu por crime de corrupção ativa. O motivo também envolvia contrato de limpeza urbana.

A empresa MB ‘ganhou’ um lote da dispensa de licitação milionária organizada pela Urbana, que ultrapassou os 50 milhões de reais e está sendo investigada pelo Ministério Público e pelo MP de Contas junto ao TCE.


No final de março deste ano, a denúncia feita pelo MP da Paraíba foi recebida pela 1ª Vara Mista de Cabedelo/PB, tornando Mário Sérgio réu no processo criminal 0000506-59.2019.8.15.0731 em que o Ministério Público pede sua condenação pelo crime de corrupção ativa, previsto no art. 333 do Código Penal.

Art. 333 – Oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício:

Pena – reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa.

Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se, em razão da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou omite ato de ofício, ou o pratica infringindo dever funcional.

DENÚNCIA DO MPPB FRUTO DA OPERAÇÃO XEQUE-MATE

DONO DA MB MÁRIO SÉRGIO É ENVOLVIDO COM OUTROS RÉUS

NEGOCIAÇÃO DO CONTRATO DE LIMPEZA

PROMESSA DO CONTRATO DE LIMPEZA PELA PROPINA

FRAUDE E CORRUPÇÃO

PROPINA DE 200 MIL REAIS

CRIME COMETIDO PELO DONO DA MB

GAECO DA PARAÍBA APRESENTA DENÚNCIA Á JUSTIÇA

DISPENSA MILIONÁRIA

Foi a MB, cujo dono é acusado de dar propina para receber contrato de limpeza pública, que recebeu um lote de quase 5 milhões de reais da Urbana, sem licitação. Certamente que esses fatos deverão ser apurados também pelo MP do RN e pelo MP de Contas do TCE. 


Compartilhe esse post

DIRETOR DA URBANA FOI GERENTE DA EMPRESA QUE GANHOU 10 MILHÕES EM CONTRATO SEM LICITAÇÃO

  • por
Compartilhe esse post

Direção da Urbana passará por mudanças nos próximos dias em Natal

Em mais um capítulo da nebulosa dispensa de licitação milionária da Urbana, vem à tona algo que torna ainda mais suspeita a transação que beneficiou apenas três empresas com contratos superiores a 50 milhões de reais por apenas 180 dias, o que representa mais de 300 mil reais por dia para a limpeza de Natal. Dessa vez, é uma informação que pode ser considerada bombástica. Afinal, estamos diante de um ex-empregado que se torna diretor da Urbana e assina contrato sem licitação com a empresa para a qual prestou serviço recentemente.   

EMPRESA ZELO GANHOU 10 MILHÕES POR UM LOTE

O Lote 3 representou mais de 10 milhões de reais em um contrato sem licitação para a empresa Zelo. Duas empresas que já haviam recebido dois lotes anteriores, a Marquise, com mais de 40 milhões e a MB, com quase 5 milhões, ‘perderam’ feio o Lote 3 por apresentarem valores quase o dobro apresentado pela Zelo. Não havia nem perigo de disputa no preço.

Duas outras empresas que apresentaram valores menores que a Zelo, foram rejeitadas por erros burocráticos que poderiam ter sido sanados, pois não ocorreu licitação, mas dispensa, e a Urbana poderia ter tentado consertar os erros para evitar prejuízo aos cofres públicos. Mas fez justamente o contrário. Rejeitou quem apresentou menores preços e contratou a Zelo com preço mais elevado. A suspeita de ‘combinemos’ é grande nesse caso. Ocorre quando umas apresentam preços exorbitantes e outras apresentam preços compatíveis, mas ‘esquecem’ de cumprir certas exigências ou ‘erram’ algumas informações. Nesse caso, uma delas errou até o valor do salário mínimo.

DIRETOR DA URBANA ASSINA DISPENSA MILIONÁRIA PARA BENEFICIAR SEU EX-PATRÃO

Um fator que pode ter ‘pesado’ bastante para que a Zelo conseguisse o contrato de mais de 10 milhões de reais sem licitação com a Urbana, é que o atual diretor-presidente da Urbana, Joseildes Medeiros da Silva, conhecido com Gigante, foi gerente de operações da empresa Zelo até pouco tempo. Ele saiu da Urbana e foi contratado pela empresa; depois, saiu da empresa e voltou a ser diretor da Urbana; em seguida, assumiu a presidência da Companhia de Limpeza da capital. Essa informação consta na página oficial da Urbana no site da Prefeitura de Natal, conforme imagem abaixo:

DISPENSA DE LICITAÇÃO

Joseildes Medeiros da Silva, ex-gerente da Zelo, assina como Diretor da Urbana no Diário Oficial de Natal, do dia 4 de março de 2021, a Dispensa de Licitação para contratar a empresa Zelo, da qual havia sido gerente.

CONTRATO DE MAIS DE 10 MILHÕES

Também publicado no Diário Oficial do mesmo dia 4 de março, o resumo do contrato 005/2021, entre a Zelo e a Urbana. Joseildes Medeiros da Silva assina como Diretor-Presidente interino da Urbana. Pouco depois da assinatura desse contrato, Joseildes deixa de ser interino e assume em caráter definitivo a presidência da Urbana.

INVESTIGAÇÃO

A milionária e suspeita dispensa de licitação da Urbana está sendo investigada em duas frentes: Ministério Público Estadual, sob o comando do promotor de Justiça Leonardo Cartaxo, que já solicitou uma série de documentos à Urbana. Ministério Público de Contas, por determinação do Procurador-Geral Thiago Guterres, abriu procedimento para apurar o caso, que ganhou o número 1823/2021 e está sendo investigado pelo MPC.


Compartilhe esse post

URBANA GASTA MAIS DE 300 MIL REAIS POR DIA COM EMPRESAS TERCEIRIZADAS SEM LICITAÇÃO

Compartilhe esse post

A Urbana contratou sem licitação, empresas para realizar a limpeza pública de Natal. O formato da contratação, por lotes, provocou um prejuízo de mais de 12 milhões de reais aos cofres públicos.

Houve várias situações em que determinadas empresas ofertaram preços bem menores mas foram rejeitadas pela Urbana, sob alegação de não atender aos requisitos. Na verdade, eram erros burocráticos que poderiam ter sido sanados pelas empresas, mas a Urbana não teve o menor interesse em corrigir os erros para contratar pelo melhor preço. Preferiu contratar as empresas com preços superiores.

Os valores chamam a atenção. Para ter uma ideia do montante, dividimos os valores contratados pelo número de dias da dispensa, 180 dias.

LOTE 1

A empresa Marquise ganhou o Lote 1, o de maior valor. Ela vai receber 41 milhões por 180 dias, o que representa 6 milhões e 800 mil reais por mês, ou 227 mil reais por dia. Caso esse valor seja dividido pelas 24 horas do dia, a Marquise vai receber 9 mil e 500 reais por hora.

LOTE 2

A empresa MB, ganhou o Lote 2, no valor aproximado de 5 milhões de reais pelos 180 dias de contrato. Ela vai receber 810 mil reais por mês, o que representa 27 mil reais por dia. Caso esse valor seja dividido pelas 24 horas do dia, a MB vai receber 1 mil, 125 reais por hora.

LOTE 3

A empresa Zelo ganhou o Lote 3, Ela vai receber mais de 10 milhões de reais por 180 dias, o que representa 1 milhão e 700 mil por mês, o que equivale a 56 mil por dia. Caso esse valor seja dividido pelas 24 horas do dia, a Zelo vai receber 2 mil 350 mil reais por hora.

TOTAL

O valor total a ser pago pela Urbana às três empresas, Marquise, MB e Zelo, chega a 56 milhões de reais pelo contrato de 180 dias, o que representa 9 milhões, 340 mil reais por mês. Esse valor dividido pelos 30 dias de um mês, representa 311 mil reais por dia, ou aproximadamente 13 mil reais por hora.

Lembrando que todos os contratos foram feitos sem licitação e esse valor poderia ser bem menor caso a Urbana tivesse aceitado as propostas de valores mais baixos, feitas por outras empresas que foram rejeitadas.


Compartilhe esse post

ESCÂNDALO. EMPRESAS APRESENTARAM MENOR PREÇO NA DISPENSA DE LICITAÇÃO DA URBANA E FORAM REJEITADAS

  • por
Compartilhe esse post

Um escândalo de proporções explosivas. É assim a dispensa de licitação feita pela Urbana e que já vem sendo investigada pelo Ministério Público, pode ensejar também uma CPI na Câmara de Natal.

 A suspeita e milionária dispensa de licitação da Urbana, para contratação de empresas terceirizadas para realizar a limpeza pública de Natal, além de ter provocado um prejuízo de mais de 12 milhões de reais aos cofres públicos pelo formato com que foi realizada, também revela situações curiosas, como empresas que apresentaram preços bem menores para realizar determinados serviços, mas foram rejeitadas e simplesmente desclassificadas após análise da Urbana, que terminou contratando empresas com valores bem maiores.

Os motivos de desclassificação das empresas que apresentaram preços menores são curiosos. Deixaram de apresentar planilhas básicas, erraram nos índices de encargos sociais e até erraram no valor do salário mínimo. Tudo muito suspeito, com cheiro de combinemos entre as empresas, com aval da própria Urbana, que não levou em consideração o respeito ao dinheiro público.

O que é também escandaloso é o fato de que, como foi feita uma dispensa de licitação, a Prefeitura de Natal, através da Urbana, poderia ter aberto diligências para que os pequenos erros burocráticos fossem resolvidos, em nome do interesse público. Porém, nada disso foi feito. A Urbana rejeitou empresas que representavam economia gigante para os cofres públicos e contratou outras com preços bem maiores.

Abaixo, uma avaliação individualizada de cada lote e as respectivas empresas, ganhadoras e perdedoras da dispensa de licitação da Urbana.

LOTE 1

A NC (Nordeste), apresentou a menor proposta para o lote, com uma diferença de mais de 8 milhões de reais a menos para a empresa que foi contratada, a Marquise. A diferença corresponde a mais de 20% entre a que apresentou a menor proposta e a ganhadora, conforme revela a tabela. São mais de 8 milhões de reais de diferença, mas isso não foi levado em consideração pela Urbana. Contratou a mais cara, a que apresentou preço maior.

MOTIVO DA DESCLASSICAÇÃO DA EMPRESA QUE APRESENTOU A MENOR PROPOSTA PARA O LOTE 1

De acordo com a análise oficial da própria Urbana, a empresa NC, ou Nordeste Construções, apesar de ter ofertado o menor valor para o Lote 1, foi desclassificada por utilizar um índice para encargos sociais, menor do que o estabelecido na convenção coletiva. Muito estranho para uma empresa acostumada a participar de licitações, simplesmente ‘errar’ o percentual de um índice oficial. Por conta disso, ela não conseguiu ganhar o lote que lhe daria 32 milhões de reais. O documento abaixo é da própria Urbana e revela a análise feita pela Companhia para rejeitar o menor preço.

LOTE 2

A empresa Beta Ambiental apresentou a menor proposta para o lote 2, com uma diferença de mais de 2 milhões de reais a menos para a empresa que foi contratada, MB Limpeza Urbana, ou M. Construções e Serviços. A diferença corresponde a quase 60% entre a que apresentou a menor proposta e a ganhadora. Outra empresa, a Limpmax, também apresentou preço abaixo do que foi contratado pela Urbana, conforme a tabela abaixo.

JUSTIFICATIVAS DA URBANA PARA DESCLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS QUE APRESENTARAM MENOR PREÇO

De acordo com a análise oficial da Urbana, a Beta Ambiental, que apresentou o menor preço para o Lote 2, foi desclassificada pelo fato de ter apresentado erro no percentual de encargos oficiais e ter também errado o valor do salário mínimo. Ou seja, uma empresa perde quase 3 milhões de reais em uma licitação por desconhecer índices oficiais e até ‘errar’ o valor do salário mínimo vigente. No mínimo, muito estranho. Tanto da parte da empresa, quanto pela atitude da Urbana, que poderia ter solicitado correção nos erros burocráticos. Mas não fez. Preferiu contratar a mais cara.

De acordo com o mesmo documento da Urbana, a Limpmax Construções e Serviços, que havia apresentado também um valor menor para o Lote 2, foi desclassificada por não ter apresentado a composição de valores. Na verdade, a planilha com a composição de valores é exigência básica em licitação desse tipo. Não apresentar essa planilha é, no mínimo, muito esquisito. Como foi uma dispensa de licitação, a Urbana poderia ter solicitado correção. Mas não fez.

GANHADORA

A empresa ganhadora do Lote 2, M. Construções e Serviços, ou MB, de acordo com a análise da Urbana, atendeu a todos os requisitos exigidos, apesar de apresentar um valor bem maior que as demais, provocando explícito prejuízo aos cofres públicos.

No Lote 2, a empresa Marquise apesar de atender aos requisitos, apresentou um valor de cerca de 200 mil a mais que a ganhadora, a MB. Por esse motivo, ‘perdeu’ o lote. Perdeu esse, mas ganhou outro bem maior.

LOTE 3

A empresa Zelo ganhou o contrato para o Lote 3, com pouco mais de 10 milhões de reais. Outras empresas, como Marquise e MB apresentaram valores quase o dobro da Zelo e ficaram de fora. Já a JMT e Beta, apresentaram valores bem menores e foram desclassificadas pela Urbana. A diferença entre a que foi contratada e a que foi desclassificada supera os 2 milhões de reais. Dinheiro jogado no lixo. Literalmente.

JUSTIFICATIVA DA URBANA PARA DESCLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS QUE APRESENTARAM MENOR PREÇO PARA O LOTE 3

A JMT foi a que apresentou a menor proposta para o Lote 3, no valor perto de 8 milhões de reais. A empresa ganhadora, a Zelo, apresentou proposta com pouco mais de 10 milhões. Uma diferença de mais de 2 milhões de reais entre a que perdeu e a que ganhou. De acordo com a Urbana, a empresa JMT foi desclassificada por errar na apresentação do índice de encargos sociais e também apresentar planilhas da composição de mão de obra incompletas.

Outra situação curiosa. A JMT é uma empresa que está no mercado há décadas e se especializou justamente em locação de mão de obra, dificilmente erraria índices ou composição de planilhas. É risível. Parece proposital. O cheiro de ‘combinemos’ só aumenta.

DESCLASSIFICAÇÃO DA BETA

A Beta também apresentou proposta menor que a ganhadora. Enquanto a empresa contratada, Zelo, ganhou com mais de 10 milhões de reais, a Beta, desclassificada, apresentou proposta de 8 milhões e 300 mil reais. Os motivos da desclassificação, segundo a Urbana: A Beta errou nos percentuais de índices dos encargos sociais e também ‘errou’ o valor do salário mínimo vigente. 

INVESTIGAÇÃO

Diante das suspeitas de ‘combinemos’, o Ministério Público está investigando a milionária dispensa de licitação da Urbana. Está configurado o prejuízo gigante aos cofres públicos pelo formato como foi realizada a dispensa e pela desclassificação das empresas que apresentaram valores bem menores.

Essa escandalosa e milionária dispensa de licitação da Urbana ainda vai produzir muita dor de cabeça ao prefeito Álvaro Dias.


Compartilhe esse post

UPAS DE NATAL ESTÃO EM SITUAÇÃO CAÓTICA E PREJUDICAM PACIENTES

  • por
Compartilhe esse post

Sala Amarela da UPA Potengi está com leitos bloqueados
A sala amarela da UPA Potengi está com leitos bloqueados pois há risco de desabamento de parte do teto – Foto: Cedida

Duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) na cidade de Natal estão passando por momentos críticos nos últimos dias. A reportagem do Novo apurou que a UPA Potengi e a UPA Pajuçara, as duas na Zona Norte da capital potiguar, estão com graves problemas de infraestrutura que colocam em risco a vida de pacientes e servidores.

Funcionários relataram à nossa equipe que as recentes chuvas causaram um problema de infiltração na estrutura do prédio da UPA Potengi, o que provocou uma diminuição no número de leitos clínicos disponíveis para atendimento e impede a unidade de receber novos pacientes.

“A UPA Potengi não tem vaga, leito físico, na sala amarela porque o teto está prestes a cair devido as chuvas”, disse uma profissional de saúde que prefere não ser identificada.

Em decorrência da diminuição do número de leitos, neste sábado (15), uma pessoa precisou ser transferida pois a unidade não tem como mantê-la no local devido aos riscos de desabamento de parte do teto, como relatou a fonte ouvida pelo Novo.

Apesar da urgência, o paciente ainda teve que aguardar mais de uma hora dentro de uma ambulância do SAMU Natal, que ficou estacionada no pátio da unidade enquanto não aparecia uma vaga para ele.

“Nós chegamos aqui na UPA e tentamos colocar um paciente em uma vaga de leito clínico, mas os leitos estão mais restritos, reduziram as vagas. Todos os leitos da sala amarela, que são pacientes clínicos, estão ocupados. Poderia ter mais vagas, mas não tem porque essa sala amarela está comprometida. Não só ela, mas também me passaram que o repouso dos enfermeiros está com o teto comprometido”, continuou a funcionária.

Panos usados para secar a água da chuva

Ela falou ainda sobre a situação do paciente que precisou aguardar transferência dentro de uma ambulância e nos informou que a situação se torna ainda mais difícil porque outra unidade também passa por problemas de infraestrutura.

“Tentei a vaga [na UPA Potengi] e não consegui por causa desse problema. As outras UPAs também estão lotadas. A UPA Pajuçara dificulta ainda mais a situação porque ela não está recebendo pacientes devido ao ‘blackout’”, disse ela.

Uma pessoa que acompanhava outra paciente na UPA Pajuçara relatou um pouco da agonia que vive em decorrência da demora no atendimento pela equipe da unidade.

“Ela está aqui desde as 11h. Mas um dia e outro não ela está aqui. Hoje eu falei com o médico para ver se ele encaminha ela pra outro lugar para tentar ser atendida” conta a acompanhante que aguardava há aproximadamente quatro horas na unidade.

O Novo Notícias tentou contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, mas não obteve respostas.

Fonte: Novo Notícias.


Compartilhe esse post

GARIS CELEBRAM O SEU DIA E PROTESTAM CONTRA DESMANDOS NA URBANA

  • por
Compartilhe esse post

Agentes da limpeza pública, os garis estão cada vez mais conscientes de seus direitos. Em Natal, grande parcela dessa categoria, servidores concursados da Companhia de Serviços Urbanos de Natal – URBANA sob o controle acionário da Prefeitura de Natal, buscam seus direitos trabalhistas e de proteção, além da busca do conhecimento dos atos administrativos daquela empresa pública.

Hoje, 16 de maio, Dia do Gari, os agentes públicos de Natal, que juntamente com os garis terceirizados coletam mais de 800 toneladas de lixo diariamente, simbolizaram um abraço à empresa, ao mesmo tempo, em que denunciam irregularidades que vem ocorrendo da empresa e que devem ser apurados pelo Ministério Público.

O grito de guerra dos garis, “gigante somos nós”, é uma indireta ao atual presidente, conhecido como Gigante e é alvo de várias denúncias.


Compartilhe esse post

FÁTIMA VAI IMPLANTAR ENERGIA LIMPA NA ESCOLA DE GOVERNO

  • por
Compartilhe esse post

O Governo do Estado abriu processo de licitação para contratar empresa para implantar energia solar na Escola de Governo. O processo foi aberto pela secretaria de Infraestrutura do Estado e os interessados participarão da Tomada de Preços no dia 01 de junho.

O RN é um dos principais geradores de energia renovável no Brasil, incluindo energia eólica, movida pela força dos ventos; e energia fotovoltaica, ou solar, gerada a partir do sol, abundante também durante quase todo o ano no Estado.

Mesmo diante da geração de energia limpa, é raro encontrar um órgão oficial que mantenha sua energia a partir de geração própria de energia renovável. A Escola de Governo fica localizada no Centro Administrativo e abriga também a secretaria de Segurança Pública do Estado.

A decisão da governadora Fátima Bezerra atinge somente a Escola de Governo, mas pode ser o início de um belo exemplo a ser seguido por outros órgãos do Governo do Estado.

A energia solar já teve seus custos barateados bastante, mas o valor ainda é elevado para pagamento imediato. Por isso, há várias linhas de crédito para financiamento da geração própria de energia limpa e renovável.


Compartilhe esse post

EMPRESA DO RN GANHA DESTAQUE NA PRODUÇÃO DE ESTRUTURAS PARA ENERGIA SOLAR

  • por
Compartilhe esse post

Em um mercado que dobrou sua capacidade instalada no Brasil em 2020 e só no terceiro trimestre do ano passado teve alta de 25% atingindo 520 MW de potência e movimentou em investimentos R$ 13 bilhões, a geração de energia solar tem ganhado espaço, principalmente, no Rio Grande do Norte.

Destaque no cenário estadual e nacional da energia fotovoltaica, uma empresa potiguar tem atuado no desenvolvimento de estruturas diferenciadas para este tipo de matriz energética.

Com objetivo na produção de materiais e execução de projetos para parques fotovoltaicos, a Solar Ground tem desenvolvido trabalhos focados na otimização de investimentos, facilidade de instalação, eficácia e sustentabilidade.

Além disso em tempos de expansão do mercado de energia solar, os equipamentos que fabrica a Solar Ground apresentam vantagens estratégicas para seus clientes pautadas na relação qualidade e preço

Para Juan Garcia, um dos sócios da empresa, o Rio Grande do Norte oferece vantagens para quem quer investir no setor de energia solar fotovoltaica. “Aqui no estado onde quer que você vá tem sol praticamente o ano todo e isso é importante para esse tipo de investimento. Prova disso que temos trabalhos em várias regiões do RN seja no litoral ou no interior”, comentou.

De acordo com ele, a Solar Ground já tem, inclusive, expandido sua atuação para outros estados do Brasil. “Conseguimos desenvolver um trabalho com qualidade e isso tem sido reconhecido no Rio Grande do Norte e fora dele, inclusive esta semana está saindo uma expedição para Curitiba (PR), onde temos um dos maiores pólos agropecuários do País”. Temos trabalhos em cima do nosso produto para garantir que, com um custo menor, se consiga uma resistência maior do que com outros materiais graças ao estudo do produto em si para aperfeiçoamento”, declarou.

De acordo com matéria publicada no jornal O Estado de São Paulo, a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar) informou que, em 2020 a capacidade instalada saltou de 4,6 gigawatts (GW) para 7,5 GW, puxada por um aumento de 2,2 GW só da chamada geração distribuída – a partir de sistemas instalados em telhados, fachadas de edifícios e pequenos terrenos, por exemplo.

Essa potência é suficiente para iluminar 3,7 milhões de domicílios. A previsão é que o número alcance 12,6 GW neste ano, também impulsionado pela autogeração. Sem falar que o RN tem cerca de 340 dias do ano com sol, o que reforça a importância no investimento deste setor.


Compartilhe esse post

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA CONCURSO DE PROFESSOR NO INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL; SALÁRIO PODE CHEGAR A R$ 10 MIL

  • por
Compartilhe esse post

Instituto Metrópole Digital (IMD), na UFRN  — Foto: José Júnior/IMD
Instituto Metrópole Digital (IMD), na UFRN — Foto: José Júnior/IMD

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está com concurso público aberto para uma vaga de professor do Instituto Metrópole Digital (IMD). O salário pode chegar a até R$ 10 mil, conforme titulação do candidato. A vaga é voltada ao setor de Desenvolvimento para Dispositivos Móveis e Web para os ensinos básico, técnico e tecnológico.

As inscrições vão ficar abertas entre os dias 24 de maio e 17 de junho no Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH), no qual também pode ser encontrado formulário e o Edital 031/2021. A taxa de inscrição é de R$ 100 e pode ser paga até o dia 22 de junho. Também pode ser solicitada a isenção da taxa, que será analisada.

O candidato precisa ter graduação em Computação e o prazo de validade do concurso público será de dois anos, prorrogável uma vez, por igual período.

A prova escrita está marcada para o dia 5 de setembro e as demais etapas ocorrem entre os dias 6 e 12 do mesmo mês.

Processo seletivo

A seleção terá as seguintes etapas: prova escrita, prova didática, defesa de memorial e projeto de atuação profissional, e prova de títulos. A

A composição das bancas examinadoras e os calendários de provas serão divulgados no dia 2 de agosto. Caso ainda permaneça o estado de calamidade pública, provocado pelo coronavírus, uma série de normas de biossegurança serão aplicadas.


Compartilhe esse post

VEREADORAS DE NATAL: CONFIRA AS HOMENAGENS DO DIA DAS MÃES

  • por
Compartilhe esse post

DIVANEIDE BASÍLIO – PARTIDO DOS TRABALHADORES (PT)

Amor e simplicidade. Ela relata que, com eles, seus filhos, anda melhor. Os sorrisos não negam o afeto e alegria da jornada compartilhada.

Além disso, a parlamentar postou um vídeo especial: Sobre ser mãe. Pelos filhos e companheiro.

JÚLIA ARRUDA – PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL (PCdoB)

Em vídeo emocionante, a vereadora Júlia Arruda conta como sua vida mudou após a maternidade. Além disso, ela relata como os direitos da criança e da mulher sempre estiveram atrelados à sua vida política. Assista ao vídeo:

BRISA BRACCHI

NINA SOUZA – PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA (PDT)

A líder do prefeito na Câmara Municipal de Natal fala sobre a maternidade como exemplo de força. De coragem, de trabalho e de luta. Sobre sua mãe, diz: “Foi ela quem me ensinou a não desistir e a batalhar sempre pelo que acredito ser melhor. A enfrentar a vida, a ter paciência com o mundo. A sonhar!”

CAMILA ARAÚJO – PARTIDO SOCIAL DEMOCRÁTICO (PSD)

Ser mãe é ser essencial na vida de alguém:

Além disso, a parlamentar postou um recado especial que recebeu dos filhos e marido, parabenizando-a pela data:

ANA PAULA – PARTIDO LIBERAL (PL)

Em publicação conjunta, a vereador Ana Paula e seu marido, o ex-vereador Júlio Protásio, escrevem:

MARGARET RÉGIA – PARTIDO REPUBLICANO DA ORDEM SOCIAL (PROS)

Uma homenagem para a mãe e para a filha:


Compartilhe esse post

O DIA DAS MÃES DE MULHERES NA LINHA DE FRENTE

  • por
Compartilhe esse post

Pelo segundo ano consecutivo, o dia das mães é comemorado em meio à crise sanitária causada pela Covid-19. A data, este ano, não será diferente para as mães que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus. A dedicação diária com os filhos se mistura à devoção no ofício de salvar vidas de pacientes graves com a infecção pelo coronavírus.

A enfermeira Ana Quitéria Azevedo é uma destas mulheres que precisam deixar os filhos em casa para salvar vidas diariamente. Todos os dias, ela se despede do pequeno Alan Azevedo, e sai de Jardim Planalto, bairro de Parnamirim, para atuar na UTI do Hospital Central Coronel Pedro Germano, conhecido como Hospital da Polícia Militar (HPM), e na UTI do Hospital Municipal de Natal (HMN).

Ana Quitéria com o filho Alan Azevedo
A enfermeira Ana Quitéria com o filho Alan Azevedo – Foto: Cedida/Arquivo Pessoal

Na linha de frente desde o início da pandemia, Ana conta como é desgastante a dupla jornada: criar o próprio filho e salvar os filhos de outras mães. “Tem um desgaste físico e emocional muito grande. Às vezes a gente passa um dia cuidando de um paciente, quando voltamos no plantão seguinte ele não está mais lá. A gente tem que ter muito contato com os pacientes, levantando eles, virando de lado, manipulando de diversas formas”, disse Ana Quitéria.

Leia também: 
Dia das Mães deve movimentar R$ 24,3 bilhões
Cestas de café da manhã viram opção de presente para o Dia das Mães

Por precisar manter contato direto com pacientes infectados, a rotina em casa também é cheia de cuidados para evitar a contaminação do filho.

“No começo meu esposo e meu filho dormiam separados de mim. Eu dormia de máscara e em outro quarto”.

Ana conta que o dia das mães de 2020 ela passou em um plantão, o que deve acontecer neste ano novamente. Porém ela tenta uma mudança na escala para conseguir aproveitar o dia com o filho, o que seria muito importante. “Se eu conseguir passar esse dia com o meu filho será muita coisa pra mim”.

Outra mãe que deixa a filha em casa para cuidar da recuperação de outros é a Cláudia Roberta Ferreira, fonoaudióloga, que mora em Ponta Negra, e atua na UTI da Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, cidade da Grande Natal, que dispõe de 10 leitos críticos pacientes acometidos com Covid-19.

Fonoaudióloga Cláudia Roberta com as filhas Paola e Giulia
Fonoaudióloga Cláudia Roberta com as filhas Paola e Giulia – Foto: Cedida/Arquivo Pessoal

Aos 49 anos de idade, Cláudia Ferreira está na saúde há 12, e já tinha duas filhas quando começou a carreira na área, Paola Ferreira e Giulia Ferreira, de 32 e 16 anos, respectivamente. Hoje, apenas a caçula mora com ela, e tem que dividir a mãe com os pacientes que precisam dos serviços da profissional que atua com amor para ver os filhos de outras mães voltarem para casa com saúde.

Perto de terminar o ensino médio, Giulia tem que ficar sozinha em casa quando a mãe precisa estar no plantão, e isso preocupa Cláudia, que vê os momentos de solidão da filha na hora de estudar, e lamenta não poder estar perto para fazer companhia e auxiliá-la.

“O processo de educação, principalmente no início, foi muito complicado. Agora eu estou com um pouco mais de tempo, mas antes eu dava plantão na Maternidade Divino Amor e no Varela Santiago, e minha filha ficava muito tempo sozinha. Eu trabalhava de segunda a sexta, e não podia estar em casa para acompanhar e auxiliar ela, que sofreu bastante”, conta Cláudia.

Quem também leva uma vida corrida tendo que se desdobrar é a Taísa Andrade, 34, mamãe da pequena Beatriz Andrade, de apenas 3 anos. Ela sai do bairro Vida Nova, em Parnamirim, onde mora, para dar conta de plantões em duas UTIs que atendem pacientes com Covid, e conta que já pensou em desistir de tudo para dar atenção à filha, mas encontra na pequenina a força necessária para levantar e seguir todos os dias essa rotina mórbida.

Taísa Andrade, fisioterapeuta, e a pequenina Beatriz Andrade
Taísa Andrade, fisioterapeuta, e a pequenina Beatriz Andrade – Foto: Cedida/Arquivo Pessoal

“Minha filha é o que me faz levantar todos os dias e seguir em frente. É a minha força saber que vou chegar em casa e ela vai estar me esperando”, conta Taísa.

Algo que ela lembra como grande dificuldade é a hora de sair para o trabalho, que normalmente é antes da pequena Beatriz despertar. No entanto ela conta que já aconteceu de a filha acordar e deixar apertado o coração da mamãe ao pedir que ela não fosse trabalhar.

“Eu sempre saio com ela ainda dormindo, mas aconteceu alguns dias de ela acordar antes de eu sair e me pediu para não ir. Meu coração fica bem apertadinho. Meu esposo me ajuda muito com isso e eu consigo ir, com o coração apertado, mas vou, porque eu tenho um compromisso que não posso deixar de cumprir”.

Dificuldades emocionais

As dificuldades emocionais surgem para todos, e, principalmente para aqueles que convivem cotidianamente com pessoas de risco e com crianças, segundo a psicóloga Fernanda Miranda.

Ela explica que existe um padrão de comportamento nas mães que é de prover, dar condições de desenvolvimento e autonomia. Esse sentimento no cenário em que vivem as mães da linha de frente, de alta letalidade acaba provocando um estágio de angústia e aflição nelas.

Fernanda Miranda fala de alguns desafios que as mães da linha de frente têm. “Filhos precisam de afeto para seu desenvolvimento emocional. As mães da linha de frente precisam desenvolver diversas novas maneiras de demonstrar afeto sem que seja por contato físico”, explicou.

A especialista conclui dizendo que nesse contexto de pandemia, as mães da linha de frente precisam de uma espécie de adaptação para não deixarem de oferecer afeto aos filhos. “Reaprender uma forma de ser mãe diante da pandemia. As palavras são resiliência e amor”.

Fonte: Novo Notícias.


Compartilhe esse post

BOMBA: MORTES EM HOSPITAL DE NATAL EM LEITOS DE UTI COVID É DE 70%

  • por
Compartilhe esse post

Na edição deste sábado (8), o jornal Novo Notícias revelou dados impactantes: o Hospital Municipal de Natal tem a maior taxa de mortalidade das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para casos de Covid-19 no Rio Grande do Norte. Com índice de óbitos alcançado 70,59%, o local registrou sete mortes a cada 10 internações entre os dias 24 de março a 23 de abril deste ano. A matéria foi capa da edição de hoje.

CONFIRA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA:


Compartilhe esse post

SECRETÁRIO LISTA AÇÕES DO GOVERNO PARA SOCORRER TURISMO

  • por
Compartilhe esse post

Carlos Eduardo Xavier, secretário de Tributação do RN – Foto: Governo do RN

Durante toda a semana vários empresários partiram para críticas duras contra o governo e a prefeitura. O argumento do setor é que, em meio as restrições impostas no intuito de diminuir a contaminação pela Covid-19, o poder público não teria se preocupado em criar formas de ajudar as empresas. Bares, restaurantes, hotéis e todos os serviços que envolvem o setor entraram em crise.

Carlos Eduardo Xavier usou o Twitter para listar as ações que foram feitas pelo Governo do Estado. Foram nove pontos apresentados pelo secretário de tributação.

1 – Redução do ICMS do querosene de aviação para companhias aéreas mediante metas de incremento de voos;

2 – Redução de ICMS da energia elétrica para hotéis e pousadas até 12/21;

3 – Prorrogação do ICMS Normal de abril por 90 dias para Bares e Restaurantes;

4 – Prorrogação do IPVA para empresas do setor de turismo em geral, inclusive eventos;

5 – Desburocratização de linha de crédito especificamente para bares e restaurantes;

6 – Campanhas nacionais como Band Verão e a realização do Rally dos Sertões;

7 – Criação do Turismo Cidadão que visa estimular o turismo regional no período de retomada;

8 – Concessão de isenção da tarifa de água para bares e restaurantes por 3 meses;

9 – Super Refis para parcelamento de débitos tributários com o governo do estado.

“Isso pode não resolver o problema mas é muito distinto de somente discurso. O Governo do RN trata o turismo como prioridade desde que a Gov Fatima Bezerra assumiu a gestão estadual, no entanto é preciso entender que a pandemia em TODO O MUNDO atinge este setor de forma brutal” escreveu o secretário.

Carlos Eduardo afirmou que o Governo vai seguir flexibilizando as restrições impostas através de decreto a medida em que os indicadores que medem o avanço ou recuo da Covid-19 sejam favoráveis a reabertura.

No próximo dia 12 de maio termina a validade do último decreto estadual que restringiu o consumo de bebidas alcóolicas e o horário de funcionamento dos bares e restaurantes.

O Governo do RN seguirá agindo com prudência, visando salvar o maior número de vidas possíveis, e mitigando dentro das suas possibilidades os efeitos econômicos e sociais desta doença. Seguiremos evoluindo nas flexibilizações de forma gradual sempre que os indicadores permitirem.

Fonte: Novo Notícias.


Compartilhe esse post

HOMICÍDIOS NO RN REDUZEM EM 8,5% NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE DESTE ANO

  • por
Compartilhe esse post

Em plena pandemia, o Rio Grande do Norte completou o primeiro quadrimestre do ano com redução no número de Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLI) no comparativo com os primeiros quatro meses do ano passado. A diminuição foi significativa: 8,5%.

Segundo os dados da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), de janeiro a abril deste ano foram registrados 505 homicídios, contra 552 no mesmo período de 2020. Este comparativo aponta uma diminuição de 47 mortes.

O comparativo do mês de abril dos dois anos também representa uma queda, dessa vez de 8,9%. Em números o Rio Grande do Norte registrou, no ano de 2021, 143 homicídios, 14 ocorrências a menos do que em 2020, quando aconteceram 157 mortes deste tipo no estado.

Ainda com de acordo com os números da COINE, os tipos criminais que apresentaram maior diminuição em seus índices foram de lesão corporal seguida de morte, com 11 ocorrências e menos e uma redução de 52,38%, e feminicídio, com queda de 55,56% e 5 registros a menos.

Redução nos CVLIs

Ainda de acordo com as informações da coordenadoria de estatísticas da SESED, houve destaque para a redução em outros tipos de CVLIs no primeiro quadrimestre:

– Homicídio Doloso (quando há intenção de matar): 428 ocorrências em 2020, contra 406 em 2021 (-5,14%);

– Intervenção Policial: 65 ocorrências em 2020, contra 56 em 2021 (-13,85%);

– Lesão Corporal Seguida de Morte: 21 ocorrências em 2020, contra 10 em 2021 (-52,38%);

– Feminicídio: 9 ocorrências em 2020, contra 4 em 2021 (-55,56%).

Violência também cai nas maiores cidades do RN

Nas quatro maiores cidades do Rio Grande do Norte, a violência também caiu no primeiro quadrimestre. Confira por ordem populacional:

– Em Natal, capital do estado, houve uma queda de 8,77%. As 114 ocorrências de 2020 caíram para 104 em 2021.

– Em Mossoró, na região Oeste, a redução foi de 25%, com 64 mortes ocorridas de janeiro a março de 2020, contra
48 registros no mesmo período de 2021.

– Em Parnamirim, na região metropolitana da capital potiguar, os CVLIs tiveram redução de 40%. Foram 25 pessoas mortas nos primeiros quatro meses de 2020, contra 15 casos registrados no mesmo período de 2021.

– Em São Gonçalo do Amarante, cidade que também faz parte da Grande Natal, os homicídios caíram 36,67%. Em 2020 foram 30 ocorrências, contra 19 em 2021.


Compartilhe esse post

PM/RN FORMA COMISSÃO PARA ELABORAR CÓDIGO DE ÉTICA DOS MILITARES

  • por
Compartilhe esse post

Publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 4 de maio, a portaria 1456, que estabelece a formação de uma comissão para elaborar o “Código de Ética dos Militares do Rio Grande do Norte”.

A portaria justifica que não houve anteriormente a formação da comissão por causa das restrições impostas pela Pandemia do Coronavírus e também pela mudança de lideranças em algumas entidades representativas dos policiais e bombeiros militares.

Os Militares sempre cobraram atualização no Código de Ética da PM, haja vista haver muita coisa atrasada e que precisa vigorar nos tempos atuais. Alguns pontos de mudança geram polêmicas, por isso a necessidade de participação de todas as instituições que representam os profissionais da segurança pública. As instituições representadas são: ASSPMBMRN, ASSPRA, APRAM, APRORN, ASPIPERN, APBMS, COPM, ASOFME, ACS e ABM.

Governo convoca aprovados em Concurso da PMRN para segunda turma do curso  de formação | Tribuna da Justiça

O Militar que vai presidir a comissão de elaboração do Código de Ética dos militares é o Coronel Zacarias Mendonça.

01 Cel PM Zacarias Figueiredo de Mendonça Neto 111.741-6 PMRN Presidente

02 Cel PM Enos Fernandes de Souza 111.697-7 PMRN Vice-Presidente

03 Ten Cel PM Ilo Bezerra Damasceno Júnior 111.695-9 PMRN Membro Titular

04 Maj PM Marcelo Medeiros Dantas 114.283-6 PMRN Membro Suplente

05 Ten Cel CBM Flávio Henrique dos Santos Lima 114.267-4 CBMRN Membro Titular

06 Maj CBM Lelia da Costa 196.534-4 CBMRN Membro Suplente

07 Maj PM Maria Helena Melo dos Santos Linhares 108.033-4 COPM Membro Titular

08 Cel PM Gaspar Ênio Linhares 015.038-0 COPM Membro Suplente

09 Maj PM RobsonMedeiros Teixeira 170.092-8 ASOFME Membro Titular

10 Maj BM Marcelo Nascimento da Silva 196.822-0 ASOFME Membro Suplente

11 Cap PM Ref José Teotônio da Costa 017.209-0 ASPIPERN Membro Titular

12 2º Sgt PM Ref Fernando Luiz Filgueira 050.359-2 ASPIPERN Membro Suplente

13 ST PM RR Márcia de Carvalho Fernandes 112.221-5 ASSPMBMRN Membro Titular

14 2º Sgt PM Ivanildo Leôncio Macedo de Souza 113.107-9 ASSPMBMRN Membro Suplente

15 2º Sgt PM RR Francisco AssisMonteiro 107.053-0 APRORN Membro Titular

16 3º Sgt PM Leandro Medeiros Urbano 195.164-5 APRORN Membro Suplente

17 3º Sgt PM JuscelinoBatalha Alves Rego 166.808-0 APRAM Membro Titular

18 1º Sgt PM Rudneyde Oliveira Pinto 163.709-6 APRAM Membro Suplente

19 3º Sgt PM Guinaldo da Costa Lira Júnior 176.366-0 ASSPRA Membro Titular

20 Cb PM Lucas Daniel Barbosa da Silva 202.104-8 ASSPRA Membro Suplente

21 3º Sgt PM Roberto Cleiton Campos Fernandes 167.024-7 ACS Membro Titular

22 ST PM RR Pedro Miguel de Lima Júnior 164.210-3 ACS Membro Suplente

23 1º Sgt PM Marcos Antônio de Souza Silva 166.902-8 APBMS Membro Titular

24 3º Sgt PM Pedro Antoniony Araújo da Silva 166.975-3 APBMS Membro Suplente

25 3º SGT BM Rodrigo Marimbondo do Nascimento 169.585-5 ABM Membro Titular

26 Cb PM Yan Guedes Gomes 213.842-5 ABM Membro Suplente

2. Estabelecer que a comissão deverá elaborar o seu cronograma de reuniões de modo que os trabalhos estejam concluídos no prazo de 60 (sessenta) dias a contar da publicação da presente portaria, podendo ser prorrogado por igual período, caso seja necessário. 3. Revogar a Portaria-SEI nº 663, de 27 de fevereiro de 2020, publicada no Boletim Geral nº 47, de 12 de março de 2020.


Compartilhe esse post

DIA DO TRABALHADOR: DEPUTADO TOMBA DEFENDE EMPREGO E PEDE PARA FÁTIMA “GOVERNAR COM TRANSPARÊNCIA”

  • por
Compartilhe esse post

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) está veiculando em suas redes sociais neste sábado, 1° de Maio, Dia do Trabalhador, um vídeo no qual reafirma a sua posição em favor do direito ao trabalho e contra o lockdown.

Em sua fala, o parlamentar revela apoiar a manifestação que representantes das classes trabalhadora e empresarial, além de formadores de opinião e políticos, estão realizando na manhã de hoje e que será encerrada em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

“Todo mundo sabe da minha posição, sou contra o lockdown, sou a favor que o trabalhador tenha o direito de trabalhar, que o ambulante do Alecrim, de Ponta Negra, da Praia do Meio tenha o direito de trabalhar com dignidade, para levar o pão de cada dia para sua casa. Estamos juntos nessa luta”, enfatiza o parlamentar.

No vídeo, o deputado também sai em defesa do setor de turismo, “que alavanca e segura esse Rio Grande do Norte”, assim como da abertura de bares e restaurantes, mediante o cumprimento rigoroso dos protocolos de segurança sanitária.

Tomba ainda se dirigiu à governadora Fátima Bezerra (PT) e disse para ela usar os recursos públicos com transparência. “Use os recursos públicos com mais transparência, preste conta do que você recebeu a todo povo do Rio Grande do. O povo do Rio Grande do Norte quer saber”, destacou.

Confira o vídeo:


Compartilhe esse post

CURTINHAS DO BLOG

  • por
Compartilhe esse post

TRABALHADOR

O Dia do Trabalho; ou do trabalhador, é um dos piores dos últimos anos. A Pandemia devastou empregos, destruiu sonhos, arrasou empresas. A fome bateu na porta do trabalhador e a dificuldade bateu na porta do empregador. Quase que a miséria é socializada.

MORTES

O País ultrapassa a terrível marca de 400 mil mortes pela Covid. O voo da TAM em Congonhas matou 199 pessoas. Foi uma comoção nacional; notícia internacional. A Covid já abateu 2 mil voos como o da TAM só no Brasil. A morte foi banalizada. A vida perdeu o valor.

DISTORÇÃO

O formato de uso da verba de gabinete é absolutamente distorcido da realidade. A prestação de contas do deputado General Girão, em que ele come picanha na chapa e até uma barra de chocolate, pagas com dinheiro do contribuinte, é um acinte ao trabalhador comum, que tem que pagar até pelo ar que respira. Detalhe: Deputado ganha salário de 33 mil reais.

DISTORÇÃO II

O deputado João Maia, que já é rico independente do salário de parlamentar, se submeter a pagar 90 reais de taxi e ser reembolsado, é uma picuinha que não condiz com sua trajetória. Só serviu para desgastar sua imagem.

DISTORÇÃO III

A jovem e bela deputada Natália Bonavides não precisava pagar migalhas de Uber com dinheiro público. Coisa pequena para quem está agindo como gente grande na Câmara. Desgaste desnecessário.

POSIÇÃO

A governadora Fátima Bezerra tem se posicionado corretamente em relação à Pandemia. Apesar de falhas em ações que poderiam ter sido efetivadas por sua gestão, a filha de Seu Severino não se omite e trata os problemas com transparência e destemor.

COMPARAÇÃO

Circula nas redes sociais, uma publicação que aponta ações e serviços do governo Fátima Bezerra e compara com Robinson Faria e Rosalba Ciarlini. O material não tem assinatura, mas cheira a campanha antecipada nas redes sociais.

QUIETO

O ministro Rogério Marinho é potiguar; mas bem poderia ser mineiro. O estilo ‘come quieto’ do filho de Valério tem conquistado espaços generosos e preciosos no RN e em Brasília. Rogério sabe que, no momento, conquistar conceito é melhor que intenção de voto. Conceito positivo, o voto é consequência.

CANDIDATURA

A possível candidatura do ministro Fábio Faria a vice do presidente Bolsonaro não deixa de ser importante para a carreira do filho de Robinson. Mas não passa de pura especulação. Candidatura a vice tem que somar, agregar. E Fábio não agrega nada ao grupo do presidente.

CANDIDATURA II

O nome de Fábio Faria surgiu como alternativa para vice por causa do peso que traria à chapa, o sogro do potiguar, milionário Sílvio Santos. Porém, o argumento é o mesmo para o descarte. O dono do Baú já é apaixonado por Bolsonaro. Não agrega. É preciso algo que some mais do que o presidente já perdeu.

ARROGÂNCIA

Questionado a respeito da candidatura do senador Styvenson Valentim ao Governo do Estado, um político experiente soltou: “Com o comportamento arrogante dele, hoje não teria um terço do eleitorado que votou nele para o Senado.” Será?

PROJEÇÃO

Quem mudou totalmente o estilo de se comunicar com as redes sociais foi o senador Jean Paul Prates. Ele sabe que não é o candidato dos sonhos do PT para compor chapa com Fátima. Por isso, tem procurado se projetar bem mais junto ao eleitorado para chegar fortalecido no gueto petista.

GREVE

Da jornalista Laurita Arruda, no Twitter: “Sindicato dos professores do RN promete greve se houver volta às aulas. Mas greve de quê?”

CRÉDITO

O deputado Francisco do PT viabilizou, junto à AGN, comandada pela ex-deputada Márcia Maia, crédito para micro e pequenos empreendedores do Seridó. O dinheiro foi liberado sem burocracia e sem juros, como apoio do Governo Fátima ao enfrentamento da crise.

OLHOS ABERTOS

A Prefeitura de Natal contratou, sem licitação, a clínica Oftalmodontocenter, para “prestação de serviços ambulatoriais para os usuários do SUS. O valor estimado para um ano de contrato é de mais de 1 milhão e meio de reais (R$ R$ 1.585.964,88).

URBANA

A investigação aberta pelo Ministério Público para investigar possível irregularidades no processo licitatório da Urbana, não vai cheirar bem. Quando a briga começa de dentro pra fora, o intestino das contratações pode trazer muitas bactérias e contaminar a gestão de Álvaro Dias.

FILÓSOFO

Do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, sobre 2022: “Ainda é cedo para cravar prognósticos. O certo é que o futuro é incerto.” Filosofou o filho de Agnelo. E ele está certo.  

CLIMATIZAÇÃO

Prefeito Álvaro Dias vai contratar empresa para climatizar o Hospital Municipal de Natal. Tomada de preços dia 13 de maio. Medida mais que acertada pelo gestor municipal.


Compartilhe esse post

PARNAMIRIM INICIA AMANHÃ (1) VACINAÇÃO DE PESSOAS COM COMORBIDADES

Compartilhe esse post

Seguindo o Plano Municipal de Imunização, a Prefeitura de Parnamirim amplia a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com comorbidades a partir deste sábado (1º). A Secretaria Municipal de Saúde realizará um Drive Thru, no Parque Aristófanes Fernandes, das 8h às 14h. Na tarde desta sexta-feira (30), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu 4.745 doses da vacina, sendo 4.605 da Oxford/AstraZeneca e 140 da Coronavac/Butantan.

Nesta nova etapa, serão vacinadas, com a vacina Oxford/AstraZeneca, pessoas com Síndrome de Down, independente da idade; Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), independente da idade; Gestantes e Puérperas com comorbidades, independentemente da idade; Pessoas com morbidades, com idades entre 55 e 59 anos.

Entram nas comorbidades as pessoas com Diabetes mellitus, hipertensão arterial (HA) estágio 3, HA estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidades; hipertensão resistente; doença pulmonar obstrutiva crônica; insuficiência renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido ou de médula óssea; anemia falciforme; obesidade grau 3 (IMC maior ou igual a 40); e demais indivíduos imunossuprimidos.

Para vacinar, é necessário apresentar documento de identificação com foto, cartão de vacinação, comprovante de residência de Parnamirim, cadastro no RN Mais Vacina, além da documentação comprobatória da comorbidade, como atestado médico, relatório médico ou receituário médico, com validade de até seis meses.

A vacinação das pessoas com comorbidades segue na próxima semana, a partir da segunda-feira (3) em todas as Unidades de Saúde (com exceção de Passagem de Areia II e Coophab); e nos três pontos extras de vacinação: Parque Aristófanes Fernandes, Supermercado Nordestão e Associação de Moradores da Cohabinal, das 8h às 14h.

Coronavac

A Prefeitura Municipal de Parnamirim recebeu, no início da tarde desta sexta-feira (30), apenas 140 doses da vacina Coronavac, que serão destinadas a imunização dos pacientes acamados que tomaram a primeira dose da vacina há mais de 28 dias. A Secretaria Municipal de Saúde aguarda o envio de novas doses da Coronavac para dar continuidade com a vacinação.


Compartilhe esse post

NATAL INICIA NOVA ETAPA DE VACINAÇÃO PARA PESSOAS COM COMORBIDADES

  • por
Compartilhe esse post

Na próxima segunda-feira (3), em conformidade com o Plano Nacional de Imunização do Governo Federal, o município de Natal inicia um novo cronograma de vacinação contra à Covid-19. Para esta fase, serão vacinadas pessoas com Síndrome de Down, a partir de 18 anos completos; Gestantes e Puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos completos. Também serão vacinadas pessoas de 55 a 59 anos com diabetes e pessoas com doença renal crônica. 

Para as gestantes ou puérperas com comorbidades, é necessário levar cópia de exames, receituários, laudo médico e cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto. As pessoas com Síndrome de Down devem levar cópia do laudo médico, cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto e as que as diabéticas devem apresentar cópia do laudo médico detalhado com CID – Cadastro Internacional das Doenças, exames (expedidos nos últimos 30 dias) ou cadastro no HIPERDIA ou cadastro no PROSUS, além de cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto. Todos os documentos de comprovação da condição de saúde do vacinado ficarão retidos para fins de comprovação.

Locais de vacinação


Os grupos acima poderão se vacinar em uma das 35 Unidades Básicas de Saúde ou em um dos seis pontos de drive (Arena das Dunas, no ginásio Nélio Dias, OAB, SESI, Shopping Via Direta, UNP da Av. Engenheiro Roberto Freire), sendo que os cinco últimos contam com salas de pedestres.

Renais crônicos


As pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) com 18 anos completos também serão vacinadas nesta etapa. A vacinação desse público será realizada nas clínicas de diálise onde o paciente faz o tratamento.


Compartilhe esse post